O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

158 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009

LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de 21 de Dezembro, 111/91, de 29 de Agosto, 113/91, de 29 de Agosto, e 18/95, de 13 de Julho, e pelas Leis Orgânicas n.os 3/99, de 18 de Setembro, 4/2001, de 30 de Agosto e 2/2007, de 16 de Abril).
LOBOFA Lei n.º 111/91, de 29 de Agosto, alterada pela Lei n.º 18/95, de 13 de Julho) PROPOSTA DE LEI N.º 245/X - APROVA A LEI ORGÂNICA DE BASES DA ORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS (GOV)

em permanência, o Chefe do Estado-MaiorGeneral das Forças Armadas na condução das operações militares e na elaboração das propostas de nomeação dos comandantes dos teatros e zonas de operações.
5 – Compete ao Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas apresentar ao Ministro da Defesa Nacional, para decisão do Conselho Superior de Defesa Nacional, os projectos de definição dos teatros e zonas de operações, bem como as propostas de nomeação ou exoneração dos respectivos comandantes e das suas cartas de comando. CAPÍTULO IV Nomeações e promoções Artigo 59.° Regras comuns quanto aos Chefes de Estado Maior 1 - O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, os Chefes de Estado-Maior da Armada, do Exército e da Força Aérea são nomeados por um período de 3 anos, prorrogável por 2 anos, sem prejuízo da faculdade de exoneração a todo o tempo e da exoneração por limite de idade; 2 - O Chefe do Estado-Maior-General das Forcas Armadas e os Chefes de Estado-Maior dos ramos dispõem do poder de praticar actos administrativos definitivos e executórios com eficácia externa e de celebrar contratos em nome do Estado, nos termos da presente lei e do que vier a ser definido sobre a matéria pelo Governo, mediante decreto-lei.
3 - Os actos dos Chefes de Estado-Maior revestem a forma de portaria ou de despacho, conforme os casos.
4 - Dos actos definitivos e executórios praticados pelos Chefes de Estado-Maior cabe recurso contencioso directo para o Supremo Tribunal Administrativo, salvo quanto aos actos praticados em matéria disciplinar ou noutra que, nos termos da lei, sejam da competência do Supremo Tribunal Militar.
Artigo 23.º Regras comuns quanto à nomeação dos Chefes de Estado-Maior 1 – O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas e os Chefes de Estado-Maior dos ramos são nomeados, de entre almirantes, vice-almirantes, generais ou tenente-generais, na situação de activo, por um período de três anos, prorrogável por dois anos, sem prejuízo da faculdade de exoneração a todo o tempo e da exoneração por limite de idade.
2 – Aos militares propostos para os cargos de Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas e Chefes de Estado-Maior dos ramos, que corresponda o posto de almirante ou general de quatro estrelas, é desde a data da proposta do Governo, suspenso o limite de idade de passagem à reserva, prolongandose a suspensão, relativamente ao nomeado, até ao termo do respectivo mandato.
Artigo 29.° Artigo 24.º

Páginas Relacionadas
Página 0127:
127 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 PROPOSTA DE LEI N.º 245/X (4.ª) (APR
Pág.Página 127
Página 0128:
128 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 O Governo considera, assim, necessár
Pág.Página 128
Página 0129:
129 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 PARTE IV – ANEXOS Junta-se a e
Pág.Página 129
Página 0130:
130 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 complexidade das políticas de defesa
Pág.Página 130
Página 0131:
131 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 Como estamos perante uma iniciativa
Pág.Página 131
Página 0132:
132 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 mobilização do Exército, da Marinha
Pág.Página 132
Página 0133:
133 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 IV. Iniciativas nacionais pendentes
Pág.Página 133
Página 0134:
134 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 134
Página 0135:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 135
Página 0136:
136 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 136
Página 0137:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 137
Página 0138:
138 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 138
Página 0139:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 139
Página 0140:
140 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 140
Página 0141:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 141
Página 0142:
142 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 142
Página 0143:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 143
Página 0144:
144 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 144
Página 0145:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 145
Página 0146:
146 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 146
Página 0147:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 147
Página 0148:
148 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 148
Página 0149:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 149
Página 0150:
150 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 150
Página 0151:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 151
Página 0152:
152 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 152
Página 0153:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 153
Página 0154:
154 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 154
Página 0155:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 155
Página 0156:
156 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 156
Página 0157:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 157
Página 0159:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 159
Página 0160:
160 | II Série A - Número: 055 | 17 de Janeiro de 2009 LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º
Pág.Página 160
Página 0161:
LEI DE DEFESA NACIONAL E FA (Lei n.º 29/82, de 11 de Dezembro, alterada pelas Leis n.os 41/83, de
Pág.Página 161