O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

111 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012

regulamento interno da escola, pelo património da mesma, pelos demais alunos, funcionários e, em especial, professores.
3 - Nenhum aluno pode prejudicar o direito à educação dos demais.

Artigo 41.º Papel especial dos professores

1 - Os professores, enquanto principais responsáveis pela condução do processo de ensino, devem promover medidas de carácter pedagógico que estimulem o harmonioso desenvolvimento da educação, em ambiente de ordem e disciplina nas atividades na sala de aula e na escola.
2 - O diretor de turma ou, tratando-se de alunos do 1.o ciclo do ensino básico, o professor titular de turma, enquanto coordenador do plano de trabalho da turma, é o principal responsável pela adoção de medidas tendentes à melhoria das condições de aprendizagem e à promoção de um bom ambiente educativo, competindo-lhe articular a intervenção dos professores da turma e dos pais ou encarregados de educação e colaborar com estes no sentido de prevenir e resolver problemas comportamentais ou de aprendizagem.

Artigo 42.º Autoridade do professor

1 - A lei protege a autoridade dos professores nos domínios pedagógico, científico, organizacional, disciplinar e de formação cívica.
2 - A autoridade do professor exerce-se dentro e fora da sala de aula, no âmbito das instalações escolares ou fora delas, no exercício das suas funções.
3 - Consideram-se suficientemente fundamentadas, para todos os efeitos legais, as propostas ou as decisões dos professores relativas à avaliação dos alunos quando oralmente apresentadas e justificadas perante o conselho de turma e sumariamente registadas na ata, as quais se consideram ratificadas pelo referido conselho com a respetiva aprovação, exceto se o contrário daquela expressamente constar.
4 - Os professores gozam de especial proteção da lei penal relativamente aos crimes cometidos contra a sua pessoa ou o seu património, no exercício das suas funções ou por causa delas, sendo a pena aplicável ao crime respetivo agravada em um terço nos seus limites mínimo e máximo.

Artigo 43.º Responsabilidade dos pais ou encarregados de educação

1 - Aos pais ou encarregados de educação incumbe uma especial responsabilidade, inerente ao seu poderdever de dirigirem a educação dos seus filhos e educandos no interesse destes e de promoverem ativamente o desenvolvimento físico, intelectual e cívico dos mesmos.
2 - Nos termos da responsabilidade referida no número anterior, deve cada um dos pais ou encarregados de educação, em especial:

a) Acompanhar ativamente a vida escolar do seu educando; b) Promover a articulação entre a educação na família e o ensino na escola; c) Diligenciar para que o seu educando beneficie, efetivamente, dos seus direitos e cumpra rigorosamente os deveres que lhe incumbem, nos termos do presente Estatuto, procedendo com correção no seu comportamento e empenho no processo de ensino; d) Contribuir para a criação e execução do projeto educativo e do regulamento interno da escola e participar na vida da escola; e) Cooperar com os professores no desempenho da sua missão pedagógica, em especial quando para tal forem solicitados, colaborando no processo de ensino dos seus educandos; f) Reconhecer e respeitar a autoridade dos professores no exercício da sua profissão e incutir nos seus filhos ou educandos o dever de respeito para com os professores, o pessoal não docente e os colegas da escola, contribuindo para a preservação da disciplina e harmonia da comunidade educativa;

Páginas Relacionadas
Página 0088:
88 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 V. Consultas e contributos  Cons
Pág.Página 88
Página 0089:
89 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 social, podendo, sempre que a gravidade
Pág.Página 89
Página 0090:
90 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 de exclusão por excesso de faltas ou po
Pág.Página 90
Página 0091:
91 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 escola, a sua formação cívica, o cumpri
Pág.Página 91
Página 0092:
92 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 cultura de cidadania capaz de fomentar
Pág.Página 92
Página 0093:
93 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 p) Organizar e participar em iniciativa
Pág.Página 93
Página 0094:
94 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 desde que, comprovadamente, auxiliem a
Pág.Página 94
Página 0095:
95 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 s) Não captar sons ou imagens, designad
Pág.Página 95
Página 0096:
96 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 elementos relevantes para a comunicação
Pág.Página 96
Página 0097:
97 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 7 - A participação em visitas de estudo
Pág.Página 97
Página 0098:
98 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 o) Outros factos previstos no regulamen
Pág.Página 98
Página 0099:
99 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 3 - Quando for atingido metade dos limi
Pág.Página 99
Página 0100:
100 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 5 - As atividades de recuperação de at
Pág.Página 100
Página 0101:
101 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 até perfazerem os 18 anos de idade, ou
Pág.Página 101
Página 0102:
102 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 Secção II Medidas disciplinares
Pág.Página 102
Página 0103:
103 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 c) A realização de tarefas e atividade
Pág.Página 103
Página 0104:
104 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 Subsecção III Medidas disciplinares sa
Pág.Página 104
Página 0105:
105 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 imediatamente seguintes. 11 - A med
Pág.Página 105
Página 0106:
106 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 d) A proposta de medida disciplinar sa
Pág.Página 106
Página 0107:
107 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 fundamentadas, poder ser prorrogada at
Pág.Página 107
Página 0108:
108 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 Secção III Execução das medidas discip
Pág.Página 108
Página 0109:
109 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 f) Estabelecer ligação com as comissõe
Pág.Página 109
Página 0110:
110 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 Secção V Responsabilidade civil e crim
Pág.Página 110
Página 0112:
112 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 g) Contribuir para o correto apurament
Pág.Página 112
Página 0113:
113 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 comissão de proteção de crianças e jov
Pág.Página 113
Página 0114:
114 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 10 - Sem prejuízo do estabelecido na a
Pág.Página 114
Página 0115:
115 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 a) O desenvolvimento do disposto na pr
Pág.Página 115
Página 0116:
116 | II Série A - Número: 191 | 12 de Junho de 2012 Artigo 54.º Sucessão de regimes
Pág.Página 116