O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

37 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012

a) Pelo menos um diretor técnico (DT) que assuma a direção e responsabilidade pelas atividades desportivas que decorrem na instalação; b) Técnicos de exercício físico responsáveis pela orientação e condução do exercício de atividades desportivas a decorrer na instalação.

Artigo 5.º Diretor técnico

O DT é a pessoa singular que assume a direção e a responsabilidade pelas atividades desportivas que decorrem nas instalações desportivas que prestam serviços desportivos na área da manutenção da condição física (fitness), designadamente os ginásios, academias ou clubes de saúde (healthclubs), independentemente da designação adotada e forma de exploração.

Artigo 6.º Funções do DT

O DT desempenha as seguintes funções:

a) Coordenar e supervisionar a prescrição, avaliação, condução e orientação de todos os programas e atividades, da área da manutenção da condição física (fitness), no âmbito do funcionamento das instalações desportivas, aos seus utentes; b) Coordenar e supervisionar a avaliação da qualidade dos serviços prestados, bem como propor ou implementar medidas visando a melhoria dessa qualidade; c) Elaborar um manual de operações das atividades desportivas que decorrem nas instalações desportivas que prestam serviços desportivos na área da manutenção da condição física (fitness); d) Coordenar a produção das atividades desportivas; e) Superintender tecnicamente, no âmbito do funcionamento das instalações desportivas, as atividades desportivas nelas desenvolvidas; f) Colaborar na luta contra a dopagem no desporto.

Artigo 7.º Funções do técnico de exercício físico

O técnico de exercício físico desempenha, entre outras, as seguintes funções:

a) Planear e prescrever aos utentes, sob coordenação e supervisão do DT, as atividades desportivas na área da manutenção da condição física (fitness); b) Orientar e conduzir tecnicamente, no âmbito do funcionamento das instalações desportivas, as atividades desportivas na área da manutenção da condição física (fitness) nelas desenvolvidas; c) Avaliar a qualidade dos serviços prestados, bem como propor ou implementar medidas visando a melhoria dessa qualidade; d) Colaborar na luta contra a dopagem no desporto.

Artigo 8.º Deveres

O DT e o técnico de exercício físico devem atuar diligentemente, assegurando o desenvolvimento da atividade desportiva num ambiente de qualidade, segurança, defesa da saúde dos praticantes e respeito pelos valores da ética no desporto.

Páginas Relacionadas
Página 0032:
32 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Consultas facultativas: Mais se propõe,
Pág.Página 32
Página 0033:
33 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Artigo 4.º – Técnicos O texto da propos
Pág.Página 33
Página 0034:
34 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Artigo 15.º – Entidades formadoras e açõ
Pág.Página 34
Página 0035:
35 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 A proposta de alteração para o n.º 2, apre
Pág.Página 35
Página 0036:
36 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Texto final CAPÍTULO I Disposições
Pág.Página 36
Página 0038:
38 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Artigo 9.º Título profissional de DT
Pág.Página 38
Página 0039:
39 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 da mesma integram o catálogo nacional de
Pág.Página 39
Página 0040:
40 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 b) Outros requisitos específicos, em com
Pág.Página 40
Página 0041:
41 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Artigo 20.º Acesso e permanência S
Pág.Página 41
Página 0042:
42 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 n) A falta ou indisponibilização do manu
Pág.Página 42
Página 0043:
43 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 2 - A aplicação das coimas é da competên
Pág.Página 43
Página 0044:
44 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Artigo 33.º Cooperação administrativa
Pág.Página 44
Página 0045:
45 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Torna-se necessário conformar este diplo
Pág.Página 45
Página 0046:
46 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 regulamento interno elaborado pelo propr
Pág.Página 46
Página 0047:
47 | II Série A - Número: 206 | 6 de Julho de 2012 Proposta de aditamento É aditada à
Pág.Página 47