O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

33 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012

fundo que o tema suscita – ou seja, da necessidade de julgamento perante tribunal coletivo – a aplicação deste novo regime, tal como ele se nos apresenta nesta proposta de lei, não deixa de surpreender.
Na verdade, tendo em consideração que:

a) O conceito de flagrante delito consagra o flagrante delito stricto sensu, o quase flagrante delito e a presunção de flagrante delito; b) A detenção pode ser efetuada por particular; c) O arguido detido por particular e entregue às autoridades no prazo de duas horas após a detenção pode ser submetido a julgamento na forma sumária (al. b), do n.º 1, do artigo 381.º do CPP); Não será, por isso, difícil perspetivar a submissão a julgamento sumário a prática de um crime de homicídio (porque não, qualificado?) imputado a um arguido detido por particular em presunção de flagrante delito»

É entendimento da relatora que as suas reservas quanto à constitucionalidade da presente proposta de lei não devem constituir motivo de impedimento do seu debate na generalidade.

Parte III – Conclusões

1. O Governo tomou a iniciativa de apresentar à Assembleia da República, em 21 de junho de 2012, a Proposta de Lei n.º 77/XII (1.ª) (GOV) que altera o Código Processo Penal, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 78/87, de 17 de fevereiro.
2. A presente iniciativa legislativa pretende alterar 48 artigos do Código de Processo Penal incindindo as alterações apresentadas, fundamentalmente, na alteração do âmbito do poder jurisdicional na aplicação de medidas de coação, no regime das declarações prestadas pelo arguido, no regime de aplicação do processo sumário e na admissibilidade de interposição de recursos para o Supremo Tribunal de Justiça.
3. Face ao exposto, a Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias é de parecer que a Proposta de Lei n.º 77/XII (1.ª) reúne os requisitos constitucionais e regimentais para ser discutida e votada em plenário.

Parte IV – Anexos

Segue em anexo ao presente relatório a nota técnica elaborada pelos serviços da Assembleia nos termos do artigo 131.º do Regimento.

Palácio de S. Bento, 10 de julho de 2012.
A Deputado Relatora, Isabel Oneto — O Presidente da Comissão, Fernando Negrão.

Nota: O parecer foi aprovado por unanimidade, registando-se a ausência do BE e de Os Verdes.

Nota Técnica

Proposta de Lei n.º 77/XII (1.ª) (GOV) – Altera o Código de Processo Penal, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 78/87, de 17 de fevereiro Data de admissão: 25 de junho de 2012 Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias (1.ª)
Consultar Diário Original

Páginas Relacionadas
Página 0018:
18 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 sob a epígrafe “Limites da iniciativa
Pág.Página 18
Página 0019:
19 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 Objeto A presente iniciativa adita ao
Pág.Página 19
Página 0020:
20 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 integrar na vida social, não fazendo
Pág.Página 20
Página 0021:
21 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 5. Face ao exposto, a Comissão de Ass
Pág.Página 21
Página 0022:
22 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 Em síntese, propõe-se com cada um des
Pág.Página 22
Página 0023:
23 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 legalmente obrigatória e que tenham s
Pág.Página 23
Página 0024:
24 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 No seu relatório, a Comissão caracter
Pág.Página 24
Página 0025:
25 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 Na verdade, tal como o Decreto-Lei n.
Pág.Página 25
Página 0026:
26 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 em momento anterior, mediante parecer
Pág.Página 26
Página 0027:
27 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 Em 9 de maio de 2012, a Ordem dos Adv
Pág.Página 27
Página 0028:
28 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 Para o artigo L. 521-1 do ‘Code de l'
Pág.Página 28
Página 0029:
29 | II Série A - Número: 209S1 | 11 de Julho de 2012 VI. Apreciação das consequências da a
Pág.Página 29