O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

14 DE DEZEMBRO DE 2012

25

procedem ao fabrico, tratamento e marcação de material de embalagem de madeira e ao tratamento de

madeira de coníferas.

No seu artigo 20.º, o Decreto-Lei n.º 95/2011 aborda questões relacionadas com restrições à circulação

comercialização, expedição e exportação de material de embalagem de madeira e madeira de coníferas,

considerando que as coníferas hospedeiras de Nemátodo da Madeira do Pinheiro são, segundo o artigo 2.º do

mesmo diploma, as coníferas do género Abies Mill (abetos), Cedrus Trew (cedros), Larix Mill (larix), Picea A.

Dietr. (píceas ou espruces), Pseudotsuga Carr. (Falsas tsugas), Tsuga carr. (tsugas) e Pinus L. (pinheiros).

Ao considerar toda a espécie Pinus como hospedeira de Nemátodo da Madeira do Pinheiro o decreto-lei

95/2011 está a inviabilizar a exportação e circulação de madeira proveniente de Pinus pinea (pinheiro manso)

quando todos os estudos provam que, em Portugal, apenas o Pinus pinaster (pinheiro bravo) é suscetível ao

Nemátodo.

Cita-se o estudo de Cláudia Vicente, Margarida Espada, Paulo Vieira e Manuel Mota, “Pine Wilt Disease: a

threat to European forestry” que afirma que “In Portugal, Pinus pinaste ris the only known species to be

susceptible to PWN (Rodrigues 2008)”.

Assim, em coerência com as razões anteriormente expostas, os Deputados abaixo assinados do Grupo

Parlamentar do PSD e CDS-PP propõem que a Assembleia da República recomende ao Governo, ao abrigo

do disposto na alínea b) do artigo 156.º da Constituição da Republica Portuguesa e da alínea b), do n.º 1 do

artigo 4.º, do Regimento da Assembleia da República, a seguinte Resolução:

1- Que o Governo português disponibilize todos os meios técnicos que permitam produzir a informação

necessária para argumentar, junto do Comité Fitossanitário da Comissão Europeia, a revisão da listagem de

espécies hospedeiras de Nemátodo da Madeira do Pinheiro, tendo como objetivo isentar da obrigatoriedade

de cumprir com as exigências fitossanitárias impostas pela legislação comunitária de controlo do Nemátodo, a

espécie Pinus pinea (Pinheiro Manso), possibilitando assim a exportação e circulação de madeira, casca e

fruto provenientes desta espécie.

Assembleia da República, 14 de dezembro de 2012.

Os Deputados do CDS-PP e do PSD: Nuno Magalhães (CDS-PP) — Pedro Lynce (PSD) — Abel Baptista

(CDS-PP) — Manuel Isaac (CDS-PP) — Pedro Alves (PSD) — Maurício Marques (PSD) — Teresa Costa

Santos (PSD) — Nuno Serra (PSD) — Mário Simões (PSD).

A DIVISÃO DE REDAÇÃO E APOIO AUDIOVISUAL.

Páginas Relacionadas
Página 0002:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 2 PROJETO DE LEI N.º 324/XII (2.ª) REGI
Pág.Página 2
Página 0003:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 3 Influenciado pelas conclusões da Conferência Internacional
Pág.Página 3
Página 0004:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 4 Especial, em 2008/09, era apenas de 33.891,
Pág.Página 4
Página 0005:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 5 dos edifícios e equipamentos, ajudas técnicas, financiamen
Pág.Página 5
Página 0006:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 6 ensino secundário, do ensino profissional e
Pág.Página 6
Página 0007:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 7 c) A organização de tutorias sociopedagógicas; d) A
Pág.Página 7
Página 0008:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 8 Artigo 6.º Organização de tutorias so
Pág.Página 8
Página 0009:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 9 Artigo 9.º Condições especiais de frequência
Pág.Página 9
Página 0010:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 10 alunos com autonomia reduzida, podendo mesm
Pág.Página 10
Página 0011:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 11 d) Dirigir e coordenar Centros de Recursos para a Inclusã
Pág.Página 11
Página 0012:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 12 c) De Equipa Multidisciplinar, integrando t
Pág.Página 12
Página 0013:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 13 2 – Os agrupamentos de escolas e as escolas não agrupadas
Pág.Página 13
Página 0014:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 14 Artigo 22.º Participação dos pais e
Pág.Página 14
Página 0015:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 15 9 – Sempre que possível, os alunos-tutores participam no
Pág.Página 15
Página 0016:
II SÉRIE-A — NÚMERO 52 16 Artigo 28.º Plano Individual de Tran
Pág.Página 16
Página 0017:
14 DE DEZEMBRO DE 2012 17 3 – As crianças em situações de risco têm preferência no
Pág.Página 17