O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

176 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013

1. CONSIDERANDOS

Nos termos da alínea d) do n.º 1 do artigo 197.º da Constituição da República Portuguesa e do artigo 205.º do Regimento da Assembleia da República, o Governo apresentou, à Assembleia da República, para efeitos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição da República Portuguesa, a Proposta de Lei n.º 178/XII, que Aprova o Orçamento de Estado para 2014. A Proposta de Lei foi admitida a 15 de outubro de 2013 na Assembleia da República, cumprindo todos os requisitos formais, constitucionais e regimentais, tendo, por determinação da Senhora Presidente da Assembleia da República, nessa mesma data, baixado à Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública, como comissão competente, nos termos do n.º3 do artigo 205.º do Regimento da Assembleia da República. Nos termos do n.º3 do artigo 205.º e da alínea b) do n.º1 do artigo 206.º do Regimento da Assembleia da República, compete à Comissão da Agricultura e Mar emitir parecer sobre a Proposta de Lei em apreço, relativamente às matérias do seu âmbito de intervenção. 2. PERSPETIVAS PARA 2014 2.1. Enquadramento Internacional A Proposta de Orçamento de Estado para 2014, prevê uma melhoria do desempenho da economia mundial, assente sobretudo no reforço do crescimento das economias avançadas onde se espera um crescimento relativamente forte dos EUA, um crescimento mais moderado no Japão e uma recuperação da economia da União Europeia (UE). Porém, é de referir que as economias da UE continuam a evoluir de forma distinta, verificando-se um crescimento mais forte nos países bálticos e mais fraco nos países da área do euro sujeitos a programas de ajustamento económico.

Páginas Relacionadas
Página 0175:
175 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 COMISSÃO DE AGRICULTURA E MAR <
Pág.Página 175
Página 0177:
177 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 Quadro 1 - Crescimento económico m
Pág.Página 177
Página 0178:
178 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 Quadro 2 – Enquadramento internac
Pág.Página 178
Página 0179:
179 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 O governo considera que o crescime
Pág.Página 179
Página 0180:
180 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 ii) o governo considera que o cump
Pág.Página 180
Página 0181:
181 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 Manutenção dos mecanismos que asse
Pág.Página 181
Página 0182:
182 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 o consequente aproveitamento de fu
Pág.Página 182
Página 0183:
183 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 cobertura em receitas consignadas
Pág.Página 183
Página 0184:
184 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 Florestas representam 40% da despe
Pág.Página 184
Página 0185:
185 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 Retificativo 2013, e que represent
Pág.Página 185
Página 0186:
186 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 5. ARTICULADO Para além daquelas m
Pág.Página 186
Página 0187:
187 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 Artigo 204.º - que adita ao Estatu
Pág.Página 187
Página 0188:
188 | II Série A - Número: 019S1 | 2 de Novembro de 2013 4. Comissão da Agricultura e Mar c
Pág.Página 188