O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

TÍTULO II

COOPERAÇÃO BILATERAL, REGIONAL E INTERNACIONAL

ARTIGO 7.º

Cooperação entre a Mongólia e a União sobre princípios, normas e critérios

1. As Partes acordam em assegurar a aplicação de princípios, normas e critérios europeus

comuns na Mongólia e em cooperar para promover o intercâmbio de informações e a partilha de

experiências com vista à sua introdução e aplicação.

2. As Partes procurarão reforçar o diálogo e a cooperação entre as suas autoridades respetivas no

que respeita a questões de normalização o que, tal como acordado pelas Partes, pode incluir a

criação de um quadro de cooperação que facilitará o intercâmbio de peritos, de informações e de

conhecimentos.

ARTIGO 8.º

Cooperação nas organizações regionais e internacionais

1. As Partes comprometem-se a trocar opiniões e a cooperar em instâncias e organizações

regionais e internacionais, como as Nações Unidas e as suas agências, programas e organismos

relevantes, a Organização Mundial do Comércio (OMC), o Tratado de Amizade e Cooperação no

Sudeste Asiático (TAC) e a ASEM.

2. As Partes acordam igualmente em promover a cooperação entre grupos de reflexão,

universitários, organizações não governamentais e os meios de comunicação social em áreas

abrangidas pelo presente Acordo. Esta cooperação pode incluir, em especial, a organização de

programas de formação, grupos de trabalho e seminários, intercâmbios de peritos, estudos e outras

ações decididas pelas Partes.

ARTIGO 9.º

Cooperação regional e bilateral

1. Relativamente a cada domínio de diálogo e de cooperação no âmbito do presente Acordo e

atribuindo a devida atenção às questões que se integram na cooperação bilateral, ambas as Partes

acordam em realizar as atividades conexas a nível bilateral ou regional ou combinando ambos os

quadros. Na escolha do quadro adequado, as Partes procurarão maximizar o impacto em todas as

partes interessadas e reforçar a sua participação, utilizando os recursos disponíveis o mais

II SÉRIE-A — NÚMERO 162 __________________________________________________________________________________________________________

12