O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

15 DE ABRIL DE 2015 5

Para os autores da iniciativa “um claro exemplo do exposto é o setor da cultura, que, para além de reduções

drásticas no investimento do Estado e das autarquias, enfrenta ainda uma diminuição significativa dos

patrocínios institucionais e dos mecenas privados.”

3. Iniciativas legislativas pendentes sobre a mesma matéria

De acordo com a Nota Técnica, da pesquisa efetuada à base de dados do processo legislativo e da atividade

parlamentar sobre o registo de iniciativas versadas sobre idêntica matéria ou matéria conexa, verificou-se que,

neste momento, não existe qualquer iniciativa ou petição versando sobre idêntica matéria.

PARTE II – OPINIÃO DA DEPUTADA AUTORA DO PARECER

A relatora do presente Parecer reserva, nesta sede, a sua posição sobre a proposta em apreço, a qual é, de

resto, de “elaboração facultativa” conforme o disposto no n.º 3 do artigo 137.º do Regimento da Assembleia da

República.

PARTE III – CONCLUSÕES

A Comissão parlamentar da Educação, Ciência e Cultura aprova a seguinte Parecer:

O Projeto de Lei n.º 807/XII (4.ª), apresentado pelo Grupo Parlamentar do Partido Socialista, que “Alarga às

entidades que prosseguem atividades culturais a possibilidade de consignação de uma quota do Imposto sobre

o Rendimento das Pessoas Singulares”, reúne os requisitos constitucionais, legais e regimentais e, conforme

solicitado, deverá ser enviado à Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública (COFAP).

Palácio de S. Bento, 25 de março de 2015.

O Deputado autor do Parecer, Maria Conceição Pereira — O Presidente da Comissão, Abel Baptista.

PARTE IV – ANEXOS

Nota técnica elaborada ao abrigo do disposto do artigo 131.º do Regimento da Assembleia da República.

Nota: O parecer foi aprovado por unanimidade.

Nota Técnica

Projeto de Lei n.º 807/XII (4.ª) (PS)

Alarga às entidades que prosseguem atividades culturais a possibilidade de consignação de uma

quota do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares.

Data de admissão: 11 de março de 2015.

Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública (5.ª)

Índice

I. ANÁLISE SUCINTA DOS FACTOS, SITUAÇÕES E REALIDADES RESPEITANTES À INICIATIVA

II. APRECIAÇÃO DA CONFORMIDADE DOS REQUISITOS FORMAIS, CONSTITUCIONAIS E

REGIMENTAIS E DO CUMPRIMENTO DA LEI FORMULÁRIO

III. ENQUADRAMENTO LEGAL E DOUTRINÁRIO E ANTECEDENTES

Páginas Relacionadas
Página 0002:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 2 PROJETO DE LEI N.º 807/XII (4.ª) (ALARGA ÀS
Pág.Página 2
Página 0003:
15 DE ABRIL DE 2015 3 São apresentados vários argumentos para sustentação desta pro
Pág.Página 3
Página 0004:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 4 PARTE I – CONSIDERANDOS 1. Nota preliminar<
Pág.Página 4
Página 0006:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 6 IV. INICIATIVAS LEGISLATIVAS E PETIÇÕES PENDENTES SOBRE A
Pág.Página 6
Página 0007:
15 DE ABRIL DE 2015 7 Comissão de Educação, Ciência e Cultura (8.ª). A maté
Pág.Página 7
Página 0008:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 8 Em suma, incumbe ao Estado garantir o «direito de todos à
Pág.Página 8
Página 0009:
15 DE ABRIL DE 2015 9 Após a entrada em vigor da Lei n.º 16/2001, de 22 de junho, o
Pág.Página 9
Página 0010:
II SÉRIE-A — NÚMERO 112 10 a) A atenção às pessoas com necessidades de cuidados obr
Pág.Página 10