O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-A — NÚMERO 116 78

farmácia que tenham domicílio profissional no seu território. Os seus Estatutos cumprem o disposto,

nomeadamente, na Constitución, no Estatuto de Autonomía de la Comunidad de Madrid, na Ley 2/1974, de 13

de febrero, e nos Estatutos del Consejo General de los Colegios Oficiales de Farmacéuticos de España.

Efetivamente, a Constituição Espanhola estabelece no artigo 36.º, do Título I, Capítulo II, Secção II, relativa

aos direitos e deveres dos cidadãos, que a lei regulará as especificidades próprias do regime jurídico dos

Colegios Profesionales e o exercício das profissões regulamentadas, definindo que a sua estrutura interna e

funcionamento deverão ser democráticos.

Já a Ley 2/1974, de 13 de fevereiro, sobre Colegios Profesionales, veio aplicar e regular a norma

constitucional supramencionada, dispondo no n.º 1 do artigo 1.º que as ordens profissionais são associações de

direito público, protegidas pela lei e reconhecidas pelo Estado, com personalidade e capacidade próprias.

Apresentam como objetivos fundamentais, a regulação do exercício da profissão, a sua representação

institucional exclusiva (no caso de ser obrigatória a inscrição na Ordem para o exercício da profissão), a defesa

dos interesses dos profissionais que representam, e a proteção dos interesses dos consumidores ou utilizadores

dos serviços dos seus associados (n.º 3 do artigo 1.º).

Para além destes diplomas, em Espanha, as profissões de saúde regem-se pela Ley 44/2003, de 21 de

noviembre, de ordenación de las profesiones sanitarias.

Importa também mencionar que existe um Acuerdo entre o Ministerio de Sanidad, Servicios Sociales e

Igualdade e o Consejo General de Colegios Oficiales de Farmacéuticos, que funciona como um protocolo de

colaboração na área farmacêutica.

No site da Portalfarma podem ser encontrados, designadamente, os Estatutos dos vários Colegios Oficiales

de Farmacéuticos, assim como diversa informação sobre o exercício da profissão de farmacêutico.

FRANÇA

Para exercer a profissão de farmacêutico em França, é necessário ter a nacionalidade francesa, de um

Estado membro da União, do Espaço Económico Europeu, ou de um país com o qual a França tenha acordos

de reciprocidade, ser titular de diploma universitário de farmácia ou de farmacêutico e estar inscrito na Ordem

dos Farmacêuticos.

Os artigos L4231-1 e seguintes dispõem sobre as regras a que obedece a organização da profissão de

farmacêutico, designadamente, sobre as missões e composição da Ordem Nacional e do Conselho Nacional,

sobre as regras de disciplina e de deontologia e sobre a formação profissional contínua. À Ordem encontram-

se cometidas as seguintes funções:

 assegurar o respeito pelos deveres profissionais;

 assegurar a defesa da honra e da independência da profissão;

 zelar pela competência dos farmacêuticos;

 contribuir para a promoção da saúde pública e da qualidade dos cuidados, designadamente a segurança

dos atos profissionais.

Já o Conselho Nacional da Ordem dos Farmacêuticos é o defensor da legalidade e da moralidade

profissional, competindo-lhe coordenar a ação dos conselhos centrais das secções e desempenhar um papel de

arbitragem entre os vários ramos da profissão. Detém poderes de representação da farmácia face às autoridades

públicas.

O artigo L4211-1 do Código da Saúde Pública determina serem reservadas aos farmacêuticos uma lista de

oito atividades, relacionadas com a preparação e a venda grossista e a retalho de medicamentos.

De acordo com o disposto no artigo L4222-1 do Código da Saúde Pública, em cada região, os farmacêuticos

com farmácia aberta encontram-se inscritos num registo criado e mantido pelo Conselho Regional da Ordem

dos farmacêuticos de oficina.

Páginas Relacionadas
Página 0060:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 60 PROPOSTA DE LEI N.º 298/XII (4.ª) (APROVA
Pág.Página 60
Página 0061:
22 DE ABRIL DE 2015 61 seus órgãos, ainda em curso, se mantêm com a duração definid
Pág.Página 61
Página 0062:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 62 Por fim, consagrou-se expressamente a aplicabilidade às
Pág.Página 62
Página 0063:
22 DE ABRIL DE 2015 63 de criação, organização e funcionamento das associações públ
Pág.Página 63
Página 0064:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 64 Assim a presente iniciativa visa conformar os Estatutos
Pág.Página 64
Página 0065:
22 DE ABRIL DE 2015 65 Analisado o texto dos novos Estatutos da Ordem dos Farmacêut
Pág.Página 65
Página 0066:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 66 A presente proposta de lei tem um título que não traduz
Pág.Página 66
Página 0067:
22 DE ABRIL DE 2015 67 aplica-se às associações públicas o regime jurídico-constitu
Pág.Página 67
Página 0068:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 68 estabeleça as regras gerais de organização e funcionamen
Pág.Página 68
Página 0069:
22 DE ABRIL DE 2015 69 janeiro7, o qual transpôs para a ordem jurídica interna a Di
Pág.Página 69
Página 0070:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 70 a) Colaborar na definição e execução da política de saúd
Pág.Página 70
Página 0071:
22 DE ABRIL DE 2015 71 eletrónico na Internet, informações sobre o regime de acesso
Pág.Página 71
Página 0072:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 72 estabelece o regime jurídico de criação, organização e f
Pág.Página 72
Página 0073:
22 DE ABRIL DE 2015 73 funcionamento das associações públicas profissionais.
Pág.Página 73
Página 0074:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 74 outubro (Lei de Bases do Sistema Educativo), bem como o
Pág.Página 74
Página 0075:
22 DE ABRIL DE 2015 75 melhoria da automatização do reconhecimento das qualificaçõe
Pág.Página 75
Página 0076:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 76 exercício se encontram direta ou indiretamente subordina
Pág.Página 76
Página 0077:
22 DE ABRIL DE 2015 77 estabelecimento de «balcões únicos» (portais da administraçã
Pág.Página 77
Página 0079:
22 DE ABRIL DE 2015 79 Organizações internacionais ORGANIZAÇÃO MUNDIA
Pág.Página 79
Página 0080:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 80
Pág.Página 80
Página 0081:
22 DE ABRIL DE 2015 81
Pág.Página 81
Página 0082:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 82
Pág.Página 82
Página 0083:
22 DE ABRIL DE 2015 83
Pág.Página 83
Página 0084:
II SÉRIE-A — NÚMERO 116 84 ———
Pág.Página 84