O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

20 DE FEVEREIRO DE 2016 107

O Relatório refere que “A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, IP, também apresenta

um crescimento significativo, com mais 40 milhões de euros, que ocorre principalmente nas transferências para

outras entidades, para dar expressão às iniciativas de 2016, como sejam o Programa Integrado de Promoção

da Excelência em Investigação Médica e o financiamento da atividade de controlo da prescrição de

medicamentos e de desenvolvimento do sistema de informação e monitorização.”

No que se refere às entidades públicas reclassificadas (EPR), o Relatório esclarece que as mesmas

“representam uma despesa de 4.896,4 milhões de euros, 96% da qual respeita a entidades públicas

reclassificadas pertencentes ao SNS, com 4.700,3 milhões de euros”.

O documento em questão reconhece, finalmente, que o “universo das Entidades Públicas Reclassificadas

(EPR), onde se incluem 39 entidades públicas empresariais que integram o Serviço Nacional de Saúde (SNS),

como hospitais, centros hospitalares ou unidades locais de saúde, apresenta um decréscimo de 1,8%,

correspondendo a -89,7 milhões de euros”.

Os quadros seguintes evidenciam o que acaba de se referir:

O Relatório não deixa de lembrar que, “De dezembro de 2014 a dezembro de 2015, do montante dos

aumentos de capital nas Entidades Públicas Empresariais (EPE) da área da Saúde foram utilizados 438 milhões

de euros para o pagamento de dívidas a fornecedores, na sua grande maioria externos ao SNS” (pág. 47).

Páginas Relacionadas
Página 0096:
II SÉRIE-A — NÚMERO 50 96 PARTE III – OPINIÃO DO DEPUTADO AUTOR DO PARECER <
Pág.Página 96
Página 0097:
20 DE FEVEREIRO DE 2016 97 PARTE III – OPINIÃO DO DEPUTADO AUTOR DO PARECER
Pág.Página 97
Página 0098:
II SÉRIE-A — NÚMERO 50 98  A promoção do ensino profissional para jovens; 
Pág.Página 98
Página 0099:
20 DE FEVEREIRO DE 2016 99 A despesa do Subsetor do Estado aumenta 0,3%, ou
Pág.Página 99
Página 0100:
II SÉRIE-A — NÚMERO 50 100 No subsetor dos SFA a variação verificada de 62,6% deve-
Pág.Página 100
Página 0101:
20 DE FEVEREIRO DE 2016 101 A proposta consagra as seguintes prioridades, que citam
Pág.Página 101
Página 0102:
II SÉRIE-A — NÚMERO 50 102 A despesa do Subsetor do Estado cre
Pág.Página 102
Página 0103:
20 DE FEVEREIRO DE 2016 103 Na despesa total consolidada do programa orçamen
Pág.Página 103
Página 0104:
II SÉRIE-A — NÚMERO 50 104 PARTE IV – CONCLUSÕES 1- A proposta
Pág.Página 104