O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

19 DE ABRIL DE 2017 11

Os autores pretendem, ainda, alterar o artigo 6.º da Lei da Nacionalidade, acerca da aquisição da

nacionalidade portuguesa, por naturalização:

«Artigo 6.º

[Requisitos]

1 – O Governo concede a nacionalidade portuguesa, por naturalização, aos estrangeiros que satisfaçam

cumulativamente os seguintes requisitos:

a) (…);

b) Residirem no território português há pelo menos seis anos;

c) Revogada.

d) Revogada.

e) Revogada.

2 – O Governo concede a nacionalidade, por naturalização, aos menores, nascidos no território português,

filhos de estrangeiros, desde que, no momento do pedido, se verifique uma das seguintes condições:

a) Um dos progenitores seja residente em Portugal;

b) (…).

3 – (…).

4 – (…).

5 – Revogado.

6 – (…).

7 – (…).»

Quanto ao artigo 6.º, as alterações do n.º 1 passam no essencial por uma redução dos requisitos gerais para

a naturalização, que passam a assentar apenas na maioridade e residência em Portugal há pelo menos seis

anos, deixando, em relação aos menores, no n.º 2, de se exigir a residência legal de um dos progenitores. Em

coerência com a alteração proposta para o artigo 1.º, o n.º 5 do artigo 6.º é revogado, uma vez que fica absorvida

pela previsão mais ampla daquele preceito sobre nacionalidade originária.

No que concerne ao conceito de residência legal, os autores pretendem introduzir alterações no artigo 15.º

da Lei n.º 37/81, de 3 de outubro, passando o conceito de residência legal a assentar apenas na ausência de

medidas de expulsão pendentes sobre a pessoa interessada:

«Artigo 15.º

[Residência legal]

1 – Para efeitos da presente lei entende-se que residem legalmente no território português os indivíduos que

aqui se encontram e contra os quais não impenda medida de expulsão.

2 – (…).»

Cumprirá, pois, caso a disposição seja aprovada, articular o seu novo conteúdo com o que dispõe muita da

legislação conexa com a matéria, nomeadamente no que se reporta ao regime previsto na Lei n.º 23/2007, de 4

de julho, sobre entrada, permanência e afastamento de estrangeiros do território nacional.

De igual modo, os autores introduzem alterações no artigo 21.º, revogando o recurso a prova da

nacionalidade portuguesa originária dos indivíduos nascidos em território português, filhos de estrangeiros, em

consonância com as alterações já mencionadas:

«Artigo 21.º

[Prova de nacionalidade originária]

1 – (…).

Páginas Relacionadas
Página 0027:
19 DE ABRIL DE 2017 27 PROJETO DE LEI N.º 484/XIII (2.ª) (SEGUNDA ALT
Pág.Página 27
Página 0028:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 28 2. Admite-se a recolha de amostras em pessoa não identifi
Pág.Página 28
Página 0029:
19 DE ABRIL DE 2017 29 de fiscalização sobre o funcionamento da base de dados de pe
Pág.Página 29
Página 0030:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 30  Petições Consultada a base de dados da Atividade
Pág.Página 30
Página 0031:
19 DE ABRIL DE 2017 31 III. Enquadramento legal e doutrinário e antecedentes
Pág.Página 31
Página 0032:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 32 6. Cria-se, com a introdução da alínea g) ao n.º 1 do art
Pág.Página 32
Página 0033:
19 DE ABRIL DE 2017 33 nos termos da alínea b) do artigo 156.º da Constituição e da
Pág.Página 33
Página 0034:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 34 alteração introduzida e, caso tenha havido alterações ant
Pág.Página 34
Página 0035:
19 DE ABRIL DE 2017 35 a uma pessoa singular identificada ou identificável («titula
Pág.Página 35
Página 0036:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 36 O (agora designado) Instituto Nacional de Medicina Legal
Pág.Página 36
Página 0037:
19 DE ABRIL DE 2017 37 Por sua vez, o Conselho Nacional de Ética para as Ciências d
Pág.Página 37
Página 0038:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 38 alteração à Lei n.º 40/2013, de 25 de junho, correspondem
Pág.Página 38
Página 0039:
19 DE ABRIL DE 2017 39  Código de Processo Penal.  Enquadram
Pág.Página 39
Página 0040:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 40 Resumo: O presente artigo aborda o tema do ADN como eleme
Pág.Página 40
Página 0041:
19 DE ABRIL DE 2017 41 Esta decisão contém disposições que são baseadas nas princip
Pág.Página 41
Página 0042:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 42 ESPANHA A Ley Orgánica 10/2007, de 8 de octubre re
Pág.Página 42
Página 0043:
19 DE ABRIL DE 2017 43  Um funcionário dos laboratórios do Comissariado Geral da P
Pág.Página 43
Página 0044:
II SÉRIE-A — NÚMERO 96 44 A Comisión Técnica Permanente é presidida pelo Diretor do
Pág.Página 44
Página 0045:
19 DE ABRIL DE 2017 45 A ‘Comissão nacional para a biossegurança, as biotecnologias
Pág.Página 45