O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

28 DE FEVEREIRO DE 2018

9

 Enquadramento internacional

Países europeus

A legislação comparada é apresentada para os seguintes países da União Europeia: Espanha e França.

ESPANHA

A Lei orgânica 6/2001, de 21 de dezembro, Código das Universidades, introduz no sistema universitário

mecanismos externos para avaliar a sua qualidade, de acordo com critérios objetivos e procedimentos

transparentes.

Para isso, foi criada a Agência Nacional de Avaliação de Qualidade e Acreditação, que desenvolve de forma

independente a atividade de avaliação de sistemas universitários e, se necessário, mede o desempenho do

serviço público do ensino superior, reforçando a sua qualidade, transparência, cooperação e competitividade. A

Agência avalia tanto o ensino como a pesquisa e a gestão, os serviços e os programas das Universidades. O

seu trabalho deve fornecer informações adequadas para os estudantes, para os professores e para a

Administração Pública, a fim de que esta possa desenvolver políticas educacionais adequadas. A Agência

Nacional de Avaliação de Qualidade e Acreditação promove e garante a qualidade das Universidades, um

objetivo essencial da política universitária.

No âmbito do mesmo diploma, de acordo com o definido no artigo 31.º, a Agência Nacional de Avaliação de

Qualidade e Acreditação, sob a égide da garantia de qualidade, promove, «medidas para a avaliação do

rendimento do serviço público da educação superior universitária, a prestação de contas à sociedade, a

transparência, a cooperação, a comparação e a competitividade das universidades a nível nacional e

internacional, o aperfeiçoamento da atividade docente e de investigação, informa sobre a gestão das

universidades e, por último, comunica à Administração Pública que tome as medidas necessárias e adequadas

no quadro da sua competência.»

Refira-se, por último, o Real Decreto 1721/2007, de 21 de dezembro, que estabelece um sistema de bolsas

e ajudas financeiras de forma a garantir a igualdade no acesso ao ensino superior, pois todas as pessoas

independentemente do local onde residam devem gozar das mesmas condições para o exercício

constitucionalmente consagrado do direito à educação.

FRANÇA

A avaliação de qualidade do ensino superior é realizada pelo Alto Conselho da Avaliação da Pesquisa do

Ensino Superior, que é uma autoridade administrativa independente, foi criada pela Lei n.º 2013-660 de 22 de

julho de 2013.

O Decreto n.º 2014-1365, de 14 de novembro de 2014, define a sua composição e funcionamento.

As funções deste Conselho vêm detalhadas no artigo L114-3-1 do Code de la Recherche e são

designadamente as seguintes:

1.º Avaliar as instituições de ensino superior e seus agrupamentos, definidos no artigo L. 718-3 do Código

de Educação, as organizações de pesquisa, a cooperação científica e a Agência Nacional de Pesquisa ou,

quando for considerado apropriado, garantir a qualidade das avaliações realizadas por outros órgãos;

2.º Para avaliar as unidades de pesquisa a pedido da instituição a que pertencem, na ausência de validação

dos procedimentos de avaliação ou na ausência de decisão da instituição a que essas unidades estão sujeitas,

a recorrer a uma outra instância ou, quando necessário, validar os procedimentos de avaliação das unidades de

pesquisa por outros órgãos. Quando uma unidade está em mais de um estabelecimento, apenas uma avaliação

é feita. Quando as instituições decidem conjuntamente recorrer a outra instância, o Conselho Superior valida os

procedimentos de avaliação implementados por este órgão. Na ausência de uma decisão conjunta das

instituições de recorrer a outro órgão ou na ausência de validação dos procedimentos de avaliação, o Conselho

Superior avalia a unidade de pesquisa;

3.º Avaliar a educação e os diplomas das instituições de ensino superior ou, quando necessário, validar os

procedimentos de avaliação realizados por outros órgãos. Quando esses cursos são objeto de um pedido de

Páginas Relacionadas
Página 0018:
II SÉRIE-A — NÚMERO 78 18 encargo ou despesa associada ao processamen
Pág.Página 18
Página 0019:
28 DE FEVEREIRO DE 2018 19 discussão). O Projeto de Resolução n.º 1292/XIII
Pág.Página 19
Página 0020:
II SÉRIE-A — NÚMERO 78 20 de que não havia quebra de continuidade, ma
Pág.Página 20
Página 0021:
28 DE FEVEREIRO DE 2018 21 Texto de Substituição [Projet
Pág.Página 21