O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

30 DE JULHO DE 2018 143

a) do n.º 3 do artigo 52.º.

Artigo 66.º

Constituição

1 - Os montantes afetos ao FRM, nos termos do n.º 2 do artigo anterior, são depositados no IGCP, E. P. E.,

numa conta da DGAL, e podem ser aplicados em certificados especiais de dívida de curto prazo ou em outro

instrumento financeiro equivalente de aplicação de saldos de entidades sujeitas ao princípio da unidade de

tesouraria.

2 - A DGAL é a entidade responsável pela gestão do FRM, estando, neste âmbito, sujeita às orientações

dos membros do Governo responsáveis pelas áreas das finanças e das autarquias locais.

Artigo 67.º

Afetação dos recursos

1 - Os montantes deduzidos são utilizados para proceder ao pagamento das dívidas do município respetivo

pela seguinte ordem:

a) Dívidas a fornecedores, vencidas há mais de 90 dias;

b) Outras dívidas já vencidas;

c) Amortização de empréstimos de médio ou longo prazo.

2 - Nos 30 dias seguintes ao final de cada trimestre em que tenham existido retenções a que se refere o

número anterior, o município solicita à DGAL a utilização desses montantes para a finalidade prevista,

devendo o pedido ser acompanhado de informação relativa aos credores, valores e datas de vencimento das

dívidas a pagar, com vista à elaboração de uma listagem cronológica das mesmas.

3 - Após confirmação da veracidade e do teor das dívidas pelo revisor oficial de contas ou pela sociedade

de revisores oficiais de contas a que se refere o n.º 2 do artigo 77.º, a DGAL procede, até ao limite dos

montantes deduzidos, ao seu pagamento, mediante transferência para a conta do credor ou fornecedor.

4 - Na realização dos pagamentos aos fornecedores deve ser respeitada a ordem cronológica das dívidas.

5 - A DGAL dá conhecimento ao município das dívidas a cujo pagamento deve proceder, e, após a sua

efetivação, remete comprovativo da quitação.

6 - Nos casos dos municípios sem dívidas que possam ser satisfeitas nos termos do n.º 1, os montantes aí

referidos são devolvidos nos dois anos seguintes.

TÍTULO III

Entidades intermunicipais

Artigo 68.º

Receitas e despesas

1 - A entidade intermunicipal dispõe de património e finanças próprios.

2 - O património da entidade intermunicipal é constituído pelos bens e direitos para ela transferidos ou

adquiridos a qualquer título.

3 - Os recursos financeiros da entidade intermunicipal compreendem:

a) O produto das contribuições e transferências dos municípios que a integram, incluindo as decorrentes

da delegação de competências;

b) As transferências decorrentes da delegação de competências do Estado ou de qualquer outra entidade

pública;

c) As transferências decorrentes de contratualização com quaisquer entidades públicas ou privadas;

Páginas Relacionadas
Página 0153:
30 DE JULHO DE 2018 153 2 - As coimas a prever nas posturas e nos regulamentos muni
Pág.Página 153
Página 0154:
II SÉRIE-A — NÚMERO 147 154 b) A preservação da autonomia administrativa, financeir
Pág.Página 154
Página 0155:
30 DE JULHO DE 2018 155 corresponde uma redução da despesa orçamental de igual mont
Pág.Página 155
Página 0156:
II SÉRIE-A — NÚMERO 147 156 2 – A transferência de atribuições e competências para
Pág.Página 156
Página 0157:
30 DE JULHO DE 2018 157 a) Assegurar o serviço de atendimento e de acompanha
Pág.Página 157
Página 0158:
II SÉRIE-A — NÚMERO 147 158 b) Gerir, valorizar e conservar os museus que não sejam
Pág.Página 158
Página 0159:
30 DE JULHO DE 2018 159 Artigo 18.º Áreas portuário-marítimas e áreas urbana
Pág.Página 159
Página 0160:
II SÉRIE-A — NÚMERO 147 160 estacionamentos e acessos; b) Concessionar, lice
Pág.Página 160
Página 0161:
30 DE JULHO DE 2018 161 c) Instalar e gerir os espaços cidadão, em articulação com
Pág.Página 161
Página 0162:
II SÉRIE-A — NÚMERO 147 162 órgãos das freguesias em todos os domínios dos interess
Pág.Página 162
Página 0163:
30 DE JULHO DE 2018 163 a) Emitir parecer sobre acordos em matéria de cuidad
Pág.Página 163
Página 0164:
II SÉRIE-A — NÚMERO 147 164 2- Os órgãos das freguesias têm as seguintes competênci
Pág.Página 164
Página 0165:
30 DE JULHO DE 2018 165 despesa pública global prevista no ano da concretização.
Pág.Página 165
Página 0166:
II SÉRIE-A — NÚMERO 147 166 acordados com a Associação Nacional de Municípios Portu
Pág.Página 166