O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-A — NÚMERO 30

168

 Petição n.º 160/XI/2.ª – Solicitam que a Assembleia da República altere a lei que aprovou o regime

jurídico do exercício da actividade de segurança privada no sentido de facilitar ao pessoal de vigilância o

acesso a meios de defesa;

 Petição n.º 572/X/4.ª — Violação reiterada dos Direitos Laborais dos Trabalhadores Vigilantes da

Segurança Privada;

 Petição n.º 382/X e outras 149 petições de igual teor — Solicita a intervenção do Senhor Presidente da

Assembleia da República para que a carreira de vigilante seja reconhecida como «Carreira Profissional de

Agente de Segurança Privada Aeroportuária».

III. Apreciação dos requisitos formais

• Conformidade com os requisitos constitucionais, regimentais e formais

A iniciativa em apreço é apresentada pelo Governo, no âmbito do seu poder de iniciativa e da sua

competência política, em conformidade com o disposto no n.º 1 do artigo 167.º e na alínea d) do n.º 1 do artigo

197.º da Constituição e no artigo 118.º do Regimento da Assembleia da República (RAR).

Tomando a forma de proposta de lei, nos termos do n.º 1 do artigo 119.º do RAR, encontra-se redigida sob

a forma de artigos, tem uma designação que traduz sinteticamente o seu objeto principal, é precedida de uma

breve exposição de motivos e observa os requisitos formais relativos às propostas de lei, mostrando-se

conforme com o disposto nos n.os 1 e 2 do artigo 124.º do RAR.

Define concretamente o sentido das modificações a introduzir na ordem jurídica, respeitando, assim, os

limites à admissão da iniciativa, previstos no n.º 1 do artigo 120.º do RAR.

Menciona que foi aprovada em Conselho de Ministros em 9 de agosto de 2018 e, para efeitos do n.º 2 do

artigo 123.º do Regimento, vem subscrita pelo Primeiro-Ministro, pelo Ministro da Administração Interna e pelo

Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares e é apresentada nos termos da alínea d) do n.º 1 do artigo

197.º da Constituição.

O n.º 3 do artigo 124.º do Regimento estabelece que as propostas de lei devem ser acompanhadas dos

estudos, documentos e pareceres que as tenham fundamentado. O Decreto-Lei n.º 274/2009, de 2 de outubro,

que regula o procedimento de consulta de entidades, públicas e privadas, realizado pelo Governo, dispõe, no

artigo 2.º, que «a obrigação de consulta formal pelo Governo de entidades, públicas ou privadas, no decurso

do procedimento legislativo, pode ser cumprida mediante consulta directa ou consulta pública». E no n.º 1 do

artigo 6.º que os atos e diplomas aprovados pelo Governo cujos projetos tenham sido objeto de consulta direta

contêm, na parte final do respetivo preâmbulo ou da exposição de motivos, referência às entidades

consultadas e ao carácter obrigatório ou facultativo das mesmas.

Na Exposição de Motivos da iniciativa em análise é referido que foi ouvido o Conselho de Segurança

Privada, para o qual foram convidados como membros não permanentes a Secretária-Geral do Sistema de

Segurança Interna, o Banco de Portugal, a Imprensa Nacional Casa da Moeda, a Associação Portuguesa de

Bancos, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, a Associação Portuguesa de

Centros Comerciais, a Associação Portuguesa de Segurança e a Associação de Diretores de Segurança de

Portugal, contudo, não foi junto parecer desta entidade. Verifica-se que foi objeto de consulta simultânea a

Proposta de Lei n.º 150/XIII/4.ª (Gov) «Altera o regime do exercício da atividade de segurança privada e da

autoproteção» sendo os pareceres enviados sobretudo relativos a esta última iniciativa.

O Governo juntou à sua iniciativa a ficha de avaliação prévia de impacto de género.

A proposta de lei deu entrada em 4 de outubro do corrente ano, foi admitida a 16 do mesmo mês, tendo

baixado nesta mesma data, na generalidade, por despacho de S. Ex.ª o Presidente da Assembleia da

República, à Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias (1.ª).

• Verificação do cumprimento da lei formulário

A Lei n.º 74/98, de 11 de novembro, alterada e republicada pela Lei n.º 43/2014, de 11 de julho, designada

por “lei formulário”, contém um conjunto de normas sobre a publicação, identificação e formulário dos diplomas

Páginas Relacionadas
Página 0158:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 158 PROPOSTA DE LEI N.º 151/XIII/4.ª (A
Pág.Página 158
Página 0159:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 159 mecanismos existentes para os fins da prevenção criminal
Pág.Página 159
Página 0160:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 160 nomeadamente, a obrigatoriedade dos respet
Pág.Página 160
Página 0161:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 161 Nota: As partes I e III do parecer foram aprovadas
Pág.Página 161
Página 0162:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 162 O Governo entende ainda que, “verificando-
Pág.Página 162
Página 0163:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 163 sistema de segurança a adotar no espaço físico correspond
Pág.Página 163
Página 0164:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 164 combinadas com o princípio, consagrado no
Pág.Página 164
Página 0165:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 165 conformidade com os requisitos aplicáveis, a inobservânci
Pág.Página 165
Página 0166:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 166 alínea a) do artigo 3.º da Portaria n.º 35
Pág.Página 166
Página 0167:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 167 II. Enquadramento parlamentar • Iniciativas
Pág.Página 167
Página 0169:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 169 que são relevantes em caso de aprovação da presente inici
Pág.Página 169
Página 0170:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 170 De acordo com a exposição de motivos, entr
Pág.Página 170
Página 0171:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 171 A Comissão recebeu, em 08 de novembro de 2018, o Parecer
Pág.Página 171
Página 0172:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 172 projetos para cidadãos e empresas e, no ca
Pág.Página 172
Página 0173:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 173 Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro Proposta de Le
Pág.Página 173
Página 0174:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 174 Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro
Pág.Página 174
Página 0175:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 175 Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro Proposta de Le
Pág.Página 175
Página 0176:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 176 Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro
Pág.Página 176
Página 0177:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 177 Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro Proposta de Le
Pág.Página 177
Página 0178:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 178 Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro
Pág.Página 178
Página 0179:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 179 Anexo II – QUADRO COMPARATIVO Proposta de L
Pág.Página 179
Página 0180:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 180 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera a
Pág.Página 180
Página 0181:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 181 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera as medidas de se
Pág.Página 181
Página 0182:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 182 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera a
Pág.Página 182
Página 0183:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 183 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera as medidas de se
Pág.Página 183
Página 0184:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 184 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera a
Pág.Página 184
Página 0185:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 185 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera as medidas de se
Pág.Página 185
Página 0186:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 186 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera a
Pág.Página 186
Página 0187:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 187 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera as medidas de se
Pág.Página 187
Página 0188:
II SÉRIE-A — NÚMERO 30 188 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera a
Pág.Página 188
Página 0189:
6 DE DEZEMBRO DE 2018 189 Proposta de Lei n.º 151/XIII/4.ª «Altera as medidas de se
Pág.Página 189