O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

27 DE MARÇO DE 2019

73

Artigo 6.º

Republicação

É republicado em anexo à presente lei e da qual faz parte integrante, o Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de

setembro, com as alterações introduzidas pela presente lei.

Artigo 7.º

Entrada em vigor

A presente lei entra em vigor 90 dias após a sua publicação.

Palácio de São Bento, em 27 de março de 2019.

O presidente da Comissão, Bacelar de Vasconcelos.

ANEXO

(a que se refere o artigo 6.º)

Republicação do Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro

Artigo 1.º

Objeto

O presente diploma estabelece as medidas de segurança obrigatórias em estabelecimentos de restauração

ou de bebidas que disponham de espaços ou salas destinados a dança, ou onde habitualmente se dance,

incluindo os integrados em empreendimentos turísticos, se acessíveis ao público em geral, nos termos do

artigo 9.º da Lei n.º 34/2013, de 16 de maio.

Artigo 2.º

Âmbito de aplicação

1 – As medidas de segurança previstas no presente diploma são aplicáveis aos estabelecimentos de

restauração ou de bebidas que disponham de espaços ou salas destinados a dança, ou onde habitualmente

se dance, incluindo os integrados em empreendimentos turísticos, se acessíveis ao público em geral.

2 – O disposto no presente diploma é igualmente aplicável a locais de prestação de serviços de

restauração ou de bebidas com caráter não sedentário que disponham de espaços destinados a dança ou

onde habitualmente se dance, cuja lotação seja igual ou superior a 100 lugares.

3 – Não estão abrangidos pelo presente diploma os seguintes estabelecimentos, se a respetiva lotação for

inferior ou igual a 100 lugares:

a) Os estabelecimentos de restauração que disponham de espaços ou salas destinados a dança, ou onde

habitualmente se dance, se não se encontrarem em funcionamento, na totalidade ou em parte, no período

compreendido entre as 2 e as 7 horas;

b) Os estabelecimentos de bebidas que disponham de espaços ou salas destinados a dança, ou onde

habitualmente se dance, se não se encontrarem em funcionamento na totalidade ou em parte, no período

compreendido entre as 24 e as 7 horas.

4 – Estão excluídos do âmbito de aplicação do presente diploma os estabelecimentos de restauração ou

de bebidas cuja atividade se destine a eventos privados, nos casos em que o pagamento dos custos do evento

seja suportado por uma única entidade.

Páginas Relacionadas
Página 0066:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 66 PROPOSTA DE LEI N.º 151/XIII/4.ª (AL
Pág.Página 66
Página 0067:
27 DE MARÇO DE 2019 67 3 – .......................................................
Pág.Página 67
Página 0068:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 68 8 – O despacho referido no número anterior
Pág.Página 68
Página 0069:
27 DE MARÇO DE 2019 69 2 – O segurança-porteiro pode, no controlo de acesso ao est
Pág.Página 69
Página 0070:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 70 j) O incumprimento dos deveres previstos no
Pág.Página 70
Página 0071:
27 DE MARÇO DE 2019 71 «Artigo 5.º-A Requisitos dos sistemas de videovigilân
Pág.Página 71
Página 0072:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 72 Artigo 7.º-B Autorização do responsá
Pág.Página 72
Página 0074:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 74 5 – Não se consideram acessíveis ao públic
Pág.Página 74
Página 0075:
27 DE MARÇO DE 2019 75 funcionamento entre as 2 e as 7 horas, quando se trate de es
Pág.Página 75
Página 0076:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 76 2 – Os sistemas de videovigilância instala
Pág.Página 76
Página 0077:
27 DE MARÇO DE 2019 77 Artigo 7.º-A Responsável pela segurança
Pág.Página 77
Página 0078:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 78 g) Garantir a existência de um responsável
Pág.Página 78
Página 0079:
27 DE MARÇO DE 2019 79 a) De 800 € a 4000 €, no caso de contraordenações lev
Pág.Página 79
Página 0080:
II SÉRIE-A — NÚMERO 80 80 aplicadas as sanções previstas no presente
Pág.Página 80