O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-A — NÚMERO 95

30

Nota Técnica

Projeto de Lei n.º 257/XIV/1.ª (PAN)

Impede o apoio institucional à realização de espetáculos que inflijam sofrimento físico ou psíquico

ou provoquem a morte de animais

Data de admissão: 12 de março de 2020.

Comissão de Cultura e Comunicação (12.ª).

Índice

I. Análise da iniciativa

II. Enquadramento parlamentar

III. Apreciação dos requisitos formais

IV. Análise de direito comparado

V. Consultas e contributos

VI. Avaliação prévia de impacto

VII. Enquadramento bibliográfico

Elaborada por: Leonor Calvão Borges (DILP) – Helena Medeiros (BIB) – Patrícia Pires (DAPLEN) – Inês Maia Cadete (DAC). Data: 27 de março de 2020.

I. Análise da iniciativa

 A iniciativa

A presente iniciativa pretende impedir a utilização de dinheiros públicos para financiamento direto ou

indireto de espetáculos tauromáquicos com ou sem fins comerciais, culturais ou beneméritos.

Na exposição de motivos, os autores mencionam que «A atividade tauromáquica em Portugal é financiada

de diferentes maneiras, entenda-se, por diferentes entidades e através de instrumentos diversos. Da União

Europeia às câmaras municipais, passando pelo Governo da República ao Regional do Açores, são várias as

entidades que, direta ou indiretamente, financiam com dinheiro público, o dinheiro de todos, uma atividade que

é aceite apenas por alguns.»

Referem ainda que «No caso da União Europeia, os fundos atribuídos no âmbito da Política Agrícola

Comum são usados essencialmente para a criação de touros de lide, cavalos de toureio e reabilitação de

praças de touros.»

No que concerne ao Governo da República, o financiamento faz-se através dos apoios que concede e

sobretudo mediante as verbas que o Estado prescinde de receber.

Salientam que dos apoios que o Estado concede à indústria tauromáquica destacam-se dois: os

concedidos aos produtores da raça bovina brava de lide no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural

2014-2020 e os atribuídos por ocasião da transmissão de touradas na televisão pública, os quais permitem

aos criadores de touros e aos artistas tauromáquicos receberem uma parte das receitas televisivas.

Mencionam que dos apoios que o Estado concede à indústria tauromáquica, através das verbas que

dispensa cobrar, salientam-se os benefícios fiscais, nomeadamente em matéria de imposto sobre o valor

acrescentado (IVA), que correspondem a um montante anual não inferior a seis milhões de euros.

Por último, no caso das autarquias, os apoios traduzem-se na organização de feiras taurinas, mas também

na construção de praças de touros, na organização de touradas, na compra de bilhetes para posterior

Páginas Relacionadas
Página 0025:
26 DE MAIO DE 2020 25 Lei n.º 5/2004, de 10 de fevereiro Projeto de Lei n.º 173/XIV
Pág.Página 25
Página 0026:
II SÉRIE-A — NÚMERO 95 26 alínea b) do n.º 1 do artigo 4.º do RAR, be
Pág.Página 26
Página 0027:
26 DE MAIO DE 2020 27 Lei de 30 de junho de 1837, sendo os lucros das corridas de t
Pág.Página 27
Página 0028:
II SÉRIE-A — NÚMERO 95 28 sua emissão televisiva. A iniciativa foi re
Pág.Página 28
Página 0029:
26 DE MAIO DE 2020 29 5 – Iniciativas legislativas e petições pendentes e avaliaçã
Pág.Página 29
Página 0031:
26 DE MAIO DE 2020 31 distribuição, na criação de escolas de toureio, na oferta de
Pág.Página 31
Página 0032:
II SÉRIE-A — NÚMERO 95 32 II. Enquadramento parlamentar  Inici
Pág.Página 32
Página 0033:
26 DE MAIO DE 2020 33 procedendo à primeira alteração à Lei n.º 31/2015 de 23 de ab
Pág.Página 33
Página 0034:
II SÉRIE-A — NÚMERO 95 34 O projeto de lei em apreciação deu entrada
Pág.Página 34
Página 0035:
26 DE MAIO DE 2020 35 Apesar da opinião expressa naquela sondagem, a canalização de
Pág.Página 35
Página 0036:
II SÉRIE-A — NÚMERO 95 36 ambiente do homem tem o direito de viver e
Pág.Página 36
Página 0037:
II SÉRIE-A — NÚMERO 95 38 De facto, o artigo 12.º do referido diploma
Pág.Página 37
Página 0038:
26 DE MAIO DE 2020 37  Outros impactos A iniciativa legislativa sub
Pág.Página 38