O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

14 DE ABRIL DE 2021

45

reutilizáveis de bebidas e de embalagens ecologicamente vantajosas, devendo o Governo Federal realizar os inquéritos necessários sobre as respetivas ações, publicar anualmente os seus resultados e apresentar as suas conclusões aos Parlamento alemão.

Refira-se ainda a Gesetz zur Fortentwicklung der haushaltsnahen Getrennterfassung von wertstoffhaltigen

Abfällen, aprovada em 2017, mas com entrada em vigor a partir de janeiro de 2019, substituindo a legislação em vigor, e do qual se encontram FAQ a divulgar as alterações.

Uma das novidades introduzidas na lei é a criação de um Central Packaging Registry, com o objetivo de: • Proceder ao registo de fabricantes ainda antes dos bens serem colocados em circulação pela primeira

vez; • Centralizar os relatórios de dados de fabricantes e sistemas; • Declaração de preenchimento da integralidade; • Manter um registo de inspetores (peritos avaliadores, auditores, consultores fiscais, contadores

credenciados). A Sociedade Ponto Verde apresenta ainda as seguintes metas para a reciclagem:

ESPANHA Através da aprovação da Ley 11/1997, de 24 de abril, de Envases y Residuos de Envases (aqui na sua

versão consolidada), Espanha transpôs a Diretiva 94/62/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho sobre a matéria em apreço.

A Lei está estruturada em sete capítulos, os três primeiros dedicados, respetivamente, às disposições de aplicação geral, para estabelecer alguns princípios de atuação das Administrações Públicas para promover a prevenção e reutilização de embalagens e para estabelecer os objetivos de reciclagem e valorização previsto na referida Diretiva, estabelecendo objetivos de reciclagem intermédia, a cumprir no prazo de trinta e seis meses.

Para atingir esses objetivos, além de impor aos fabricantes de embalagens a obrigação de utilizar materiais de resíduos de embalagens nos seus processos de fabricação, salvo disposição expressa em contrário pela lei, o Capítulo IV regulamenta dois procedimentos diferentes: primeiro, estabelece, em geral, que os diferentes agentes que participam da cadeia de comercialização de um produto embalado (embaladores, importadores e grossistas) devem cobrar aos seus clientes, até o consumidor final, um valor por cada produto objeto da transação e devolver a mesma quantia de dinheiro para a devolução da embalagem vazia. Em segundo lugar, os referidos agentes podem ficar isentos das obrigações decorrentes do procedimento geral quando participam num sistema integrado de gestão de embalagens usadas e resíduos de embalagens, que garanta a sua recolha periódica e o cumprimento dos objetivos de reciclagem e valorização fixados.

O diploma consagra assim o princípio da reutilização e reciclagem dos resíduos de embalagens, promovendo a prática de um uso ao longo do ciclo de vida da embalagem, após o qual serão recicladas e reaproveitadas para novas embalagens.

Páginas Relacionadas
Página 0048:
II SÉRIE-A — NÚMERO 115 48 a prevenção de resíduos plásticos. Este relatório
Pág.Página 48
Página 0049:
14 DE ABRIL DE 2021 49 Ordenamento do Território (11.ª), Comissão à qual baixou no
Pág.Página 49
Página 0050:
II SÉRIE-A — NÚMERO 115 50 698/XIV/2.ª, remetendo-a para a discussão das ini
Pág.Página 50
Página 0051:
14 DE ABRIL DE 2021 51 I. Análise da iniciativa • A iniciativa O projeto de
Pág.Página 51
Página 0052:
II SÉRIE-A — NÚMERO 115 52 Autónomas dos Açores e da Madeira, da Associação
Pág.Página 52
Página 0053:
14 DE ABRIL DE 2021 53 intervenções de natureza estratégica da administração centra
Pág.Página 53
Página 0054:
II SÉRIE-A — NÚMERO 115 54 formulário dos diplomas que são relevantes em cas
Pág.Página 54
Página 0055:
14 DE ABRIL DE 2021 55 estar inscritas as associações, federações, confederações e
Pág.Página 55
Página 0056:
II SÉRIE-A — NÚMERO 115 56 • Impacto orçamental Em face da informação dispo
Pág.Página 56