O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

2 | II Série B - Número: 155 | 25 de Fevereiro de 2012

VOTO N.º 42/XII (1.ª) DE CONGRATULAÇÃO PELA DISTINÇÃO DE DOIS CINEASTAS PORTUGUESES NO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE BERLIM «BERLINALE 2012»

No passado dia 18 de fevereiro o cinema português conheceu mais um momento alto, com a distinção de dois cineastas portugueses no Festival Internacional de Cinema de Berlim, a Berlinale 2012.
Depois de premiado com a Palma de Ouro em Cannes em 2009, João Salaviza Manso Feloman da Silva foi agora premiado com o Urso de Ouro para a melhor curta-metragem na Berlinale 2012, pela curta-metragem Rafa.
Miguel Gomes, cineasta português já anteriormente distinguido com prémios nacionais e internacionais, foi também distinguido com o prémio Alfred Bauer para a Melhor Inovação Artística e o prémio da crítica atribuído pela Federação Internacional da Imprensa Cinematográfica pela sua longa-metragem Tabu.
Além de traduzirem o reconhecimento da qualidade do cinema português e do valor dos cineastas portugueses, os prémios conquistados na Berlinale 2012 evidenciam a importância do investimento público na formação artística e a necessidade de investimento e apoio à criação artística e à divulgação da produção cinematográfica de origem portuguesa, sobretudo num momento em que a política cultural vai em sentido contrário.
A Assembleia da República saúda os cineastas João Salaviza e Miguel Gomes pelos prémios obtidos na Berlinale 2012 e, por seu intermédio, todos os cineastas portugueses em reconhecimento da qualidade da criação cinematográfica portuguesa.

Assembleia da República, 22 de fevereiro de 2012 Os Deputados do PCP: Miguel Tiago — João Oliveira — Bernardino Soares — Jorge Machado — Paula Santos — João Ramos.

———

VOTO N.º 43/XII (1.ª) DE CONGRATULAÇÃO PELOS PRÉMIOS DE JOÃO SALAVIZA E MIGUEL GOMES NO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE BERLIM

O Festival de Cinema de Berlim, a Berlinale, um dos mais importantes festivais de cinema da Europa e do mundo, premiou o cinema português na sua edição de 2012. Rafa, de João Salaviza, venceu o Urso de Ouro na categoria de curtas-metragens e Tabu, de Miguel Gomes, recebeu o prémio da crítica e o prémio Alfred Bauer, atribuído a um filme que abra novas perspetivas para o cinema.
O júri do festival, constituído por oito jurados, foi presidido pelo realizador inglês Mike Leigh e integrou ainda a atriz francesa Charlotte Gainsbourg, o cineasta francês François Ozon e o iraniano Asghar Farbadi, nomes de peso no cinema internacional que fazem desta edição da Berlinale um marco para o cinema português.
Lembramos que João Salaviza, no discurso de agradecimento, não deixou de lamentar que, em Portugal, haja «cada vez menos espaço para os filmes portugueses» nos circuitos de distribuição e na televisão. E que Miguel Gomes fez questão de dedicar o prémio a cineastas como Manoel de Oliveira, João César Monteiro, Pedro Costa, Fernando Lopes ou Paulo Rocha: «nos últimos 50 anos eles conseguiram fazer um cinema independente do poder político e do poder económico».
Numa altura em que o cinema em Portugal atravessa tantas dificuldades, o reconhecimento tão expressivo da qualidade do cinema português, num festival desta dimensão, assume particular relevância. Somos todos convocados para a importância de assegurar a continuidade da produção cinematográfica em Portugal e o acesso da população ao cinema português.
A Assembleia da República manifesta o seu reconhecimento ao cinema português e aos realizadores João Salaviza e Miguel Lopes e às suas equipas e congratula-se com os prémios obtidos no Festival de Cinema de Berlim.

Páginas Relacionadas