O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

3 | II Série B - Número: 263 | 28 de Julho de 2012

VOTO N.º 72/XII (1.ª) DE PESAR PELO FALECIMENTO DO HISTORIADOR JOSÉ HERMANO SARAIVA

José Hermano Saraiva nasceu a 3 de outubro de 1919, em Leiria, tendo falecido em Setúbal a 20 de julho de 2012, aos 92 anos de idade.
Personalidade incontornável do século XX português, José Hermano Saraiva destacou-se nomeadamente pela sua paixão pela História de Portugal e pela sua capacidade única de comunicar com os outros.
Licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas, em 1941, e em Ciências Jurídicas, em 1942. Foi advogado, mas foi no ensino onde começou a sua longa carreira e onde se afirmou. Primeiro no ensino liceal, como professor, como diretor do Instituto de Assistência aos Menores e como reitor do Liceu Nacional D. João de Castro (Lisboa). Depois, no ensino superior, como professor do atual Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP).
Ingressou na política, tendo sido Deputado à Assembleia Nacional, entre 1957 e 1961. Foi Ministro da Educação, entre 1968 e 1970, e, mais tarde, entre 1972 e 1974, assumiu o cargo de embaixador de Portugal em Brasília, no Brasil.
Mas foi como historiador e, em particular como divulgador da História portuguesa, que mais se notabilizou.
Iniciou, em 1971, uma colaboração com a RTP, que manteve até ao seu falecimento, e que lhe permitiu apresentar inúmeros programas televisivos, tais como "Horizontes da Memória", "Gente de Paz", "O Tempo e a Alma", "Histórias que o Tempo Apagou" e "A Alma e a Gente". Publicou, ao longo da sua vida, inúmeros títulos, entre os quais as famosas "História concisa de Portugal" (1978) e "História de Portugal" (1981), tendo a primeira sido traduzida em várias línguas.
Foi membro da Academia das Ciências de Lisboa, da Academia Portuguesa da História, da Academia de Marinha, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, no Brasil, e Sócio Honorário do Movimento Internacional Lusófono.
O seu mérito foi reconhecido nacional e internacionalmente. Foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública, a Grã-Cruz da Ordem do Mérito do Trabalho, a Comenda da Ordem de N. S. da Conceição de Vila Viçosa, a Grã-Cruz da Ordem de Rio Branco (Brasil) e já este ano recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.
O seu contributo para a História de Portugal e para a sua divulgação é inestimável. Descrito frequentemente como o "príncipe dos comunicadores", será recordado como um dos maiores comunicadores de sempre da televisão portuguesa, e como o homem que cultivou em muitos a sede de conhecimento pela nossa identidade histórica.
A Assembleia da República reconhece ao historiador José Hermano Saraiva a dedicação, a perseverança e a mestria com que se dedicou à divulgação da História de Portugal, tornando-se uma personalidade incontornável da cultura portuguesa, e apresenta a toda a sua família e amigos as suas sentidas condolências, juntando-se assim a todos os que lamentam a perda deste ilustre português.

Assembleia da República, 20 de julho de 2012.
Os Deputados: Maria Conceição Pereira (PSD) — Laura Esperança (PSD) — Rui Jorge Santos (PS) — Emídio Guerreiro (PSD) — Michael Seufert (CDS-PP) — José Ribeiro e Castro (CDS-PP).

———

Páginas Relacionadas
Página 0007:
7 | II Série B - Número: 263 | 28 de Julho de 2012 PETIÇÃO N.º 98/XII (1.ª) (APRESENTADA PO
Pág.Página 7
Página 0008:
8 | II Série B - Número: 263 | 28 de Julho de 2012 2. O Euronews é a montra informativa da
Pág.Página 8
Página 0009:
9 | II Série B - Número: 263 | 28 de Julho de 2012 pedindo apoio para a manutenção do servi
Pág.Página 9
Página 0010:
10 | II Série B - Número: 263 | 28 de Julho de 2012 O Gabinete do Ministro Adjunto termina
Pág.Página 10