O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

4 | II Série B - Número: 184 | 28 de Junho de 2013

VOTO N.º 139/XII (2.ª) DE PESAR PELO FALECIMENTO DO EX-DEPUTADO HERBERTO GOULART

No passado dia 26 de junho, faleceu, aos 79 anos, Herberto Goulart. Natural da Horta (Açores), Herberto Goulart era licenciado em economia, tendo exercido essa atividade profissional durante 40 anos na área da gestão empresarial, como técnico ou dirigente, em várias empresas industriais.
Como dirigente estudantil, foi Vice-Presidente e Presidente do Conselho Fiscal da Associação Académica de Económicas e pertenceu ao Secretariado da RIA — Reuniões Interassociações, tendo, entre outras atividades, coordenado a realização do Dia do Estudante em dois anos consecutivos.
Participou nas lutas da oposição democrática durante o fascismo, nomeadamente em eleições, tendo sido preso pela PIDE em 1963 e em 1973, além de algumas detenções curtas. Foi candidato da CDE por Lisboa, em 1973, a cuja comissão executiva pertenceu desde 1970 até à passagem deste movimento a partido político em novembro de 1974. Foi Vice-presidente do MDP/CDE e Presidente do Grupo Parlamentar deste partido durante os três anos em que exerceu o mandato de Deputado (1980 a 1982).
Em 1987, Herberto Goulart foi fundador da Associação Política Intervenção Democrática, de cujos corpos dirigentes fez parte até ao seu falecimento.
Foi frequentemente candidato nas listas das coligações FEPU, APU ou CDU, em eleições autárquicas, legislativas ou europeias. Pertenceu à comissão administrativa da Câmara de Loures, concelho onde foi vereador, membro da Assembleia Municipal e administrador dos Serviços Municipalizados. Foi durante muitos anos Presidente da Assembleia Geral do Sport Grupo Sacavenense. Foi membro da Direção Nacional e da Comissão Executiva da Inter-Reformados/CGTP-IN, organização sindical que representou no Comité Executivo da FERPA — Federação Europeia de Reformados e Idosos.
Colaborou em diversas publicações, como Revista de Economia, Diário de Lisboa, República, Vértice ou Seara Nova, cuja redação integrava ultimamente.
A Assembleia da República, reunida em plenário em 28 de junho de 2013, manifesta o seu pesar pelo falecimento de Herberto Goulart e endereça aos seus familiares e à Associação Intervenção Democrática sentidas condolências.

Os Deputados do PCP, Jerónimo de Sousa — Bernardino Soares — António Filipe — Rita Rato — Carla Cruz — Paula Santos — Miguel Tiago — Bruno Dias — João Oliveira — Jorge Machado.

——— VOTO N.º 140/XII (2.ª) DE CONGRATULAÇÃO PELA CLASSIFICAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA, ALTA E SOFIA COMO PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE

A Universidade de Coimbra foi, ao longo dos séculos, um referencial da cultura portuguesa, da língua portuguesa e da ciência, por ela tendo passado muitos dos vultos que deixaram marcas da Europa e de Portugal por todo o mundo, marcas que — durante a própria conferência da UNESCO que deliberou a inscrição na lista de Património da Humanidade — foram entusiasticamente lembradas pelas delegações de todos os países que constituem o Comité para o Património Mundial. Foi esta história de uma instituição que espalhou e continua a espalhar Portugal pelo mundo, conjugada com o vasto e rico conjunto patrimonial que a Universidade foi deixando na própria cidade de Coimbra que a UNESCO agora reconheceu de forma clara e unânime.
Constituída por edifícios de valor incalculável para a nossa memória coletiva, como é o caso da Biblioteca Joanina, esta Universidade transformou Coimbra numa cidade de índole académica, assente na tradição e ousadia estudantis que continuam, nos dias de hoje, a juntar milhares de pessoas em volta do seu conhecimento. A sua importância nacional e internacional confunde a sua história com a história do nosso

Páginas Relacionadas
Página 0002:
2 | II Série B - Número: 184 | 28 de Junho de 2013 VOTO N.º 137/XII (2.ª) DE SAUDAÇÃO PELA
Pág.Página 2