O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

50

alterado e que os gestores da Caixa podem não estar abrangidos pelas regras dos gestores

públicos, eu pondero. Se não, não».

(…)

«Para além disso, eu disse: «Olhe, a razão de fundo é que eu entendo que a Caixa tem

um desafio importante e é preciso ter uma equipa sólida não só de executivos mas também

uma equipa muito sólida de não executivos», e expliquei, aliás, o que eu entendia que haveria

de alterar no modelo de governo da Caixa no sentido de a aproximar do modelo normal de

gestão das empresas cotadas e dos bancos em geral».

(…)

«(…) o que me foi dito, no final de junho, foi que o decreto-lei tinha sido aprovado pelo

Governo, no dia 8 de junho, e que o Sr. Presidente da República tinha promulgado o diploma.

E foi com base nessa informação que aceitei enviar, no dia 27 de junho, ao Banco de Portugal,

a proposta com os nomes do Conselho de Administração, para que o processo fit and proper

tivesse início».

(…)

«Na altura, em junho, no princípio de junho, o que o Governo me disse foi que,

relativamente ao Estatuto do Gestor Público, iria avançar imediatamente com a alteração da

lei, o que acabou por acontecer; explicou-me que, relativamente a um tema que era de matéria

orçamental, que era o enquadramento a que estavam sujeitos os colaboradores da Caixa, isso

seria tratado em sede da proposta de Orçamento para 2017, o que foi feito; e explicou-me que,

relativamente à lei das empresas públicas, era matéria de reserva da Assembleia da República,

pelo que teria de ser objeto de um pedido de autorização legislativa, e que isso seria feito

depois, na segunda fase do ano».

II SÉRIE-B — NÚMERO 9_____________________________________________________________________________________________________

52

Páginas Relacionadas
Página 0002:
II SÉRIE-B — NÚMERO 9 2 COMISSÃO EVENTUAL DE INQUÉRITO
Pág.Página 2
Página 0003:
1 ÍNDICE I. INTRODUÇÃO ...................................................
Pág.Página 3
Página 0004:
2 3. Promoção de alterações legislativas .........................................
Pág.Página 4
Página 0005:
3 I. INTRODUÇÃO 1. Glossário ANC Autoridades Nacionai
Pág.Página 5
Página 0006:
4 DL Decreto‐Lei EGP Estatuto do Gestor Público FdR Fundo de Resoluç
Pág.Página 6
Página 0007:
5 organizações que integrem o sector público empresarial ou que a ele estejam subm
Pág.Página 7
Página 0008:
6  Decreto-Lei n.º 298/92, de 31 de dezembro, aprova o Regime Geral das Instituiç
Pág.Página 8
Página 0009:
7 - notifiquem o BCE de eventuais procedimentos de supervisão relevantes, -
Pág.Página 9
Página 0010:
8 Europeu (2), em particular no que diz respeito à tomada de decisões no âmbito do
Pág.Página 10
Página 0011:
9 O n.º 3 estatui que nos limites e condições fixados pelo Conselho, de acordo com
Pág.Página 11
Página 0012:
10 e) O Decreto-Lei n.º 199/2006, de 25 de outubro, que regula a liquidação de ins
Pág.Página 12
Página 0013:
11 Estabelece as regras de organização e de funcionamento da CGD, S.A., bem como o
Pág.Página 13
Página 0014:
12 b) Composição, prazo inicial e duração dos trabalhos Na re
Pág.Página 14
Página 0015:
13 Mesa Nome Grupo Parlamentar Tipo Cargo José Pedro Aguiar Branco
Pág.Página 15
Página 0016:
14 João Pinho de Almeida CDS-PP Efetivo Coordenador GP Miguel Tiago PCP
Pág.Página 16
Página 0017:
15 No dia 20 de outubro de 2017, a Deputada Idália Salvador Serrão e o Deputado Di
Pág.Página 17
Página 0018:
16 Estando as atas das reuniões da Comissão disponíveis para consulta em ht
Pág.Página 18
Página 0019:
17 4 - Requerimento PSD - Documentos MF e CGD Requerimentos de documentação
Pág.Página 19
Página 0020:
18 casuística, a não disponibilidade dos elementos solicitados, a inexistência da
Pág.Página 20
Página 0021:
19 II. DO OBJETO À MATÉRIA E AOS FACTOS 1. Governo da Caixa Geral de
Pág.Página 21
Página 0022:
20 Figura 1: Organograma da CGD II SÉRIE-B — NÚMERO 9_______________
Pág.Página 22
Página 0023:
21 A 31 de agosto de 2016, foi tomada a deliberação unânime, por escrito, de proce
Pág.Página 23
Página 0024:
22 - Vogais: Emídio José Bebiano e Moura da Costa Pinheiro Henrique Cabra
Pág.Página 24
Página 0025:
23 IV - Políticas de Remunerações e Seleção e Avaliação de Adequação de Membros: N
Pág.Página 25
Página 0026:
24 2. Órgãos sociais da Caixa Geral de Depósitos, S.A. para o mandato 2016
Pág.Página 26
Página 0027:
25 Suplente Manuel Sotto-Mayor Coelho de Sousa 3. A escolha de Antón
Pág.Página 27
Página 0028:
26 também essa dimensão internacional para fazer uma reestruturação que preservass
Pág.Página 28
Página 0029:
27 viraria a cara e estaria disponível para pensar na possibilidade de vir a aceit
Pág.Página 29
Página 0030:
28 «No dia 18 de março de 2016. Eu convidei o Dr. António Domingues para
Pág.Página 30
Página 0031:
29 «O Banco de Portugal não esteve envolvido, nem teve, no quadro das suas
Pág.Página 31
Página 0032:
30 Governo quais eram as condições necessárias para que a recapitalização se pudes
Pág.Página 32
Página 0033:
31 Na Audição Parlamentar n.º 1, realizada a 28 de abril de 2017, o Dr. António Do
Pág.Página 33
Página 0034:
32 «Houve assentimento nessa primeira conversa, que foi completamente explo
Pág.Página 34
Página 0035:
33 (…) «Em terceiro lugar, também disse ao Sr. Ministro das Finanças
Pág.Página 35
Página 0036:
34 conselho de administração, para além de ser um conselho com maioria de não exec
Pág.Página 36
Página 0037:
35 Não vou entrar em detalhes, mas, para isso, era absolutamente fundamental que
Pág.Página 37
Página 0038:
36 Depósitos, que era uma empresa subcapitalizada, incapaz de desempenhar a sua fu
Pág.Página 38
Página 0039:
37 «Na segunda reunião e em reuniões subsequentes discutiu-se um conjunto
Pág.Página 39
Página 0040:
38 documentos legais que, na opinião do Dr. António Domingues, vertida naquele doc
Pág.Página 40
Página 0041:
39 «Tudo o que dizia respeito ao Regime Jurídico do Setor Empresarial do Estado fo
Pág.Página 41
Página 0042:
40 5.1. Evolução legislativa O Estatuto do Gestor Público surge em 1
Pág.Página 42
Página 0043:
41 funções de gestão, e bem assim os que tivessem sido designados em representação
Pág.Página 43
Página 0044:
42 jurídica, e que fixe sem ambiguidades o conceito de gestor público, defina o mo
Pág.Página 44
Página 0045:
43  Decreto-Lei n.º 8/2012, de 18 de janeiro (com as modificações resultantes da
Pág.Página 45
Página 0046:
44 regulação particularmente intensa, tanto a nível europeu, como nacional, tendo
Pág.Página 46
Página 0047:
45 O presente decreto-lei procede à terceira alteração ao estatuto do gestor públi
Pág.Página 47
Página 0048:
46 «1- Para os efeitos do presente decreto-lei, considera-se gestor público quem s
Pág.Página 48
Página 0049:
47 determinado conceito – neste caso, os indivíduos que integram a classe dos gest
Pág.Página 49
Página 0050:
48 À CPIAGNDAD, o Sr. Ministro das Finanças, Mário Centeno, questionado sob
Pág.Página 50
Página 0051:
49 (…) «(…) foi iniciativa do Governo, e fê-lo sempre de for
Pág.Página 51
Página 0053:
51 A este respeito, as declarações do Sr. Secretário de Estado Adjunto e da
Pág.Página 53
Página 0054:
52 (…) «Sim, foi deliberado. Não foi nenhum lapso retirar o E
Pág.Página 54
Página 0055:
53 O Regime Jurídico de Controle Público da Riqueza dos Titulares de Cargos Políti
Pág.Página 55
Página 0056:
54 considerados políticos para o efeito da sua equiparação e equiparava-se a cargo
Pág.Página 56
Página 0057:
55 do dever de renovação da declaração previamente apresentada fora dos casos de r
Pág.Página 57
Página 0058:
56 No artigo 4.º, o legislador elenca os que, para efeitos do diploma em apreço, s
Pág.Página 58
Página 0059:
57 6.1. Aplicabilidade da obrigação declarativa aos membros do Conselho de Adminis
Pág.Página 59
Página 0060:
58 «Tratando-se de uma restrição, aquela imposição fica, portanto, sujeita ao
Pág.Página 60
Página 0061:
59 se aplica a quem seja designado para órgão de administração de instituições de
Pág.Página 61
Página 0062:
60 (…) «Este argumento também não pode proceder. Tal como o conceito
Pág.Página 62
Página 0063:
61 preenchimento da factispécie conceptual do gestor público. O que, como é eviden
Pág.Página 63
Página 0064:
62 De modo que a prática jurisprudencial, de modo reiterado e constante, tem <
Pág.Página 64
Página 0065:
63 E tal solução hermenêutica, como tentaremos demonstrar, não foi prejudicada
Pág.Página 65
Página 0066:
64 «Depois, o próprio plano literal corrobora tal entendimento, pois o texto é
Pág.Página 66
Página 0067:
65 Pois devendo os ora requerentes, enquanto membros do conselho de adminis
Pág.Página 67
Página 0068:
66 O Governo tem perfeita noção da importância que é ter a Caixa no contexto do s
Pág.Página 68
Página 0069:
67 tivesse merecido nenhum detalhe na análise que está feita, muito detalhada, na
Pág.Página 69
Página 0070:
68 (…) «Nunca foi referida ou mencionada, é exatamente a resp
Pág.Página 70
Página 0071:
69 «A não obrigatoriedade da apresentação das declarações de rendimento e patrimón
Pág.Página 71
Página 0072:
70 e se essa Lei não foi tocada, e não foi, então não havia questão. Era muito cla
Pág.Página 72
Página 0073:
71 Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras que assegurava um controlo mui
Pág.Página 73
Página 0074:
72 A primeira vez foi aquela que já descrevi, quando fui convidado, e para mim o a
Pág.Página 74
Página 0075:
73 Tenho conhecimento de que os advogados que formaram equipa comigo e que comigo
Pág.Página 75
Página 0076:
74 (…) «No dia 7 de junho, o Dr. António Domingues remeteu informal
Pág.Página 76
Página 0077:
75 Administração da Caixa Geral de Depósitos, S.A., em 31 de agosto de 2016, A., B
Pág.Página 77
Página 0078:
76 rendimentos e património à partida e à chegada, isto é, no início e no termo do
Pág.Página 78
Página 0079:
77 totalizava 5.900 milhões de euros e, em 2017, já depois das duas fases do proce
Pág.Página 79
Página 0080:
78 7.1. “PLANO ESTRATÉGICO 2017 –2020” A recapitalização da Caixa Ger
Pág.Página 80
Página 0081:
79 Grupo de forma a manter um rácio de Core TierI acima das exigências da supervis
Pág.Página 81
Página 0082:
80 (…) «(…) o plano tinha três vetores: tinha a recapitaliza
Pág.Página 82
Página 0083:
81 que a Caixa tinha o direito, melhor dito, o Estado português tinha o direito, e
Pág.Página 83
Página 0084:
82 Portanto, teve de ser preparado um projeto de reorganização da área de risco,
Pág.Página 84
Página 0085:
83 híbridos, peço desculpa, do dito produto de dívida altamente subordinado, que s
Pág.Página 85
Página 0086:
84 Neste contexto, foi determinada a revisão de alguns critérios de mensuração de
Pág.Página 86
Página 0087:
86 (…) «(…) foi a primeira vez que se fez a recapitalização d
Pág.Página 87
Página 0088:
86 (…) «(…) foi a primeira vez que se fez a recapitalização d
Pág.Página 88
Página 0089:
87 Eu deixei tudo isso completamente preparado, negociado, discutido, de tal form
Pág.Página 89
Página 0090:
88 2. Aumento do capital social da CGD de 5.900.000.000 euros para 7.344.14
Pág.Página 90
Página 0091:
89 c) Uma emissão de Additional Tier 1 no montante de 430.000.000 euros no prazo d
Pág.Página 91
Página 0092:
90 «A operação de recapitalização da Caixa tinha uma dificuldade adicional,
Pág.Página 92
Página 0093:
91 negócios que lhe foi apresentado, onde está exatamente esse retorno que todos e
Pág.Página 93
Página 0094:
92 E quando digo «a equipa que faz parte» quero dizer que já não é possível criar
Pág.Página 94
Página 0095:
93 «Julgo que a grande preocupação do Sr. Dr. António Domingues — como foi
Pág.Página 95
Página 0096:
94 público necessita de capital adicional, mormente resultante da insuficiência de
Pág.Página 96
Página 0097:
95 No âmbito do Plano de Recapitalização e, em concreto, sobre as reuniões com os
Pág.Página 97
Página 0098:
96 pensamento sobre alguns aspetos preliminares que já tinha começado a elaborar,
Pág.Página 98
Página 0099:
97 Sobre o assunto, o Dr. Mário Centeno manifestou-se nos termos adiante explanado
Pág.Página 99
Página 0100:
98 «(…) o nosso entendimento foi que o Dr. António Domingues estava a atuar enquan
Pág.Página 100
Página 0101:
99 me apoiaram e apoiaram o Governo, custou um pouco mais de 900 000 euros. Portan
Pág.Página 101
Página 0102:
100 «Sobre a autorização de pagamento, o pagamento foi decidido pelo Conselho de
Pág.Página 102