O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

14 DE NOVEMBRO DE 2019

3

Manifestando profundo respeito pelas vítimas dos regimes totalitários, e reconhecendo a centralidade do

conhecimento da História num momento de crescimento de populismos e extremismos em vários pontos da

Europa, é fundamental que tudo se faça para manter viva a memória do passado e do que com ela se pode

aprender, de forma a salvaguardar os valores da Democracia, do Estado de Direito e da defesa dos direitos

fundamentais.

Nesse sentido, reitera-se a condenação das atrocidades perpetradas no continente Europeu ao longo do

século XX, especialmente relevante num momento de «preocupação com a crescente aceitação de ideologias

radicais e o retorno ao fascismo, ao racismo, à xenofobia e a outras formas de intolerância na União

Europeia», como se lê na referida resolução do PE, atento o risco que comportam para os valores da paz, da

liberdade e da democracia.

Assim, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, manifestando o mais profundo respeito por

todas as vítimas de regimes totalitários, reafirma a sua condenação de todos os regimes totalitários e a

importância da valorização da memória para o futuro da Europa.

Palácio de São Bento, 12 novembro de 2019.

Os Deputados PS: Pedro Delgado Alves — Constança Urbano de Sousa — Lara Martinho — Francisco

Rocha — José Rui Cruz — Hortense Martins — João Azevedo Castro — Ricardo Pinheiro — Hugo Carvalho

— Eurídice Pereira — Joana Bento — Cristina Moreira — João Miguel Nicolau — Ana Passos — Célia Paz —

Maria da Graça Reis — Palmira Maciel — Susana Correia — Clarisse Campos — Olavo Câmara — Bruno

Aragão — Marta Freitas — Rita Borges Madeira — Norberto Patinho — João Ataíde — Santinho Pacheco —

Lúcia Araújo Silva — José Manuel Carpinteira — Carlos Brás — Mara Coelho — Maria Begonha — Joana Sá

Pereira — Nuno Fazenda — Pedro do Carmo — Sofia Araújo — Pedro Sousa — Cristina Sousa — Hugo

Oliveira — João Gouveia — Vera Braz — Romualda Fernandes — Telma Guerreiro — Raul Miguel Castro —

Rosário Gambôa — Carla Sousa — Elza Pais — Cristina Jesus — Sara Velez — Alexandra Tavares de Moura

— Anabela Rodrigues — Fernando Paulo Ferreira.

Outro subscritor: Jorge Salgueiro Mendes (PSD).

———

VOTO N.º 19/XIV/1.ª

DE LOUVOR AO CORO MISTO DA BEIRA INTERIOR PELAS MEDALHAS DE OURO CONQUISTADAS

NO ADRIATIC PEARL CHOIR COMPETITION & FESTIVAL

(Texto inicial)

Entre os passados dias 30 de outubro e 3 de novembro decorreu em Dubrovnik, na Croácia, a primeira

edição do Adriatic Pearl Choir Competition & Festival, onde o Coro Misto da Beira Interior competiu nas

categorias de Música Sacra, Coros Mistos, Folk e Música Moderna, num total de treze peças preparadas.

Cumpre realçar que, nesta competição, participaram Coros da Bélgica, Croácia, Áustria, China, Indonésia,

Suécia, Israel, Lituânia, Noruega, Polónia, sendo o Coro Misto o único representante de Portugal.

Nas quatro categorias em que competiu, o Coro Misto da Beira Interior conquistou as respetivas Medalhas

de Ouro, tornando-se no primeiro Coro português a atingir tal resultado.

Destaca-se, ainda, o facto do compositor Luís Cipriano ter sido distinguido com o prémio da obra mais

original com «Crazy Medley for Crazy People», precisamente a mesma obra com que o Coro Misto da Beira

Interior venceu a Medalha de Ouro na categoria de Coros Mistos, bem como a distinção de melhor

interpretação.

Com os resultados alcançados no Adriatic Pearl Choir Competition & Festival, o Coro Misto da Beira Interior

conquistou já em concursos internacionais – Zwickau (Alemanha), Busan (Coreia do Sul), Budapeste

Páginas Relacionadas
Página 0006:
II SÉRIE-B — NÚMERO 5 6 Assembleia da República, 12 de novembr
Pág.Página 6