O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-B — NÚMERO 6

4

Palácio de São Bento, 19 de novembro de 2019.

A Deputada do L, Joacine Katar Moreira.

Outro subscritor: André Pinotes Batista (PS).

———

VOTO N.º 39/XIV/1.ª

DE PREOCUPAÇÃO PELA INEXISTÊNCIA DE CONCLUSÕES RELATIVAMENTE AO

DESAPARECIMENTO DO EMPRESÁRIO AMÉRICO SEBASTIÃO, EM MOÇAMBIQUE

Foi já em 29 de julho de 2016 que desapareceu na Província de Sofala, em Moçambique, o empresário

português Américo Sebastião, que ali se encontrava radicado.

De então para cá, a sua família desenvolveu um vasto conjunto de esforços junto das autoridades

portuguesas e moçambicanas no sentido de averiguar o que exatamente aconteceu com este cidadão

nacional, tendo mesmo chegado a apresentar uma petição a esta Assembleia.

No decurso de todo este este período de tempo, o Governo português e outros membros dos nossos

órgãos de soberania contactaram por diversas vezes as autoridades moçambicanas no sentido de apurar o

que se passou, disponibilizando igualmente recursos para ajudarem as respetivas investigações.

Porém, apesar de todos estes esforços, nada está hoje esclarecido sobre este caso, não se sabendo se

este cidadão se encontra vivo ou morto, o que se torna numa situação muito grave.

Naturalmente que este caso, configura um exemplo do que não pode acontecer no âmbito do

acompanhamento dos inúmeros portugueses que se encontram espalhados pelo Mundo, tudo devendo ser

feito no sentido de se apurar as circunstâncias que possam rodear os mais variados aspetos que se prendem

com a sua segurança.

Assim, a Assembleia da República, reunida em Plenário, decide exprimir a sua profunda preocupação pela

inexistência de conclusões relativamente ao desaparecimento de Américo Sebastião, reafirmando aos

Governos português e moçambicano a importância da cooperação conjunta relativamente à investigação

sobre os factos em causa.

Palácio de São Bento, 19 de novembro de 2019.

Os Deputados do PSD: José Cesário — António Maló de Abreu — Isabel Meireles — Paulo Neves —

Carlos Alberto Gonçalves — Cláudia André — Margarida Balseiro Lopes — Olga Silvestre — João Gomes

Marques — Hugo Patrício Oliveira — António Ventura — Maria Germana Rocha — António Cunha — Isabel

Lopes — Alberto Fonseca — Helga Correia — Carla Madureira — Jorge Salgueiro Mendes — Jorge Paulo

Oliveira — Márcia Passos — João Moura — Sónia Ferreira — Maria Gabriela Fonseca — Firmino Marques —

Bruno Coimbra — Hugo Carneiro — Hugo Martins de Carvalho — Sérgio Marques.

———

VOTO N.º 40/XIV/1.ª

DE RECONHECIMENTO DO GENOCÍDIO CONTRA A MINORIA YAZIDI LEVADO A CABO NO IRAQUE

PELO AUTOPROCLAMADO ESTADO ISLÂMICO

O povo yazidi é uma minoria com uma forte identidade religiosa, que combina práticas do cristianismo, do

Páginas Relacionadas
Página 0009:
22 DE NOVEMBRO DE 2019 9 Em 2010, recebeu a Medalha de Ouro da cidade de Lisboa, a
Pág.Página 9
Página 0010:
II SÉRIE-B — NÚMERO 6 10 crimes de abuso sexual de menor dependente,
Pág.Página 10