O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-B — NÚMERO 10

4

declarado pela quase totalidade.

Assim, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, recomenda ao Governo que:

– Coloque todo o seu empenho no combate às desigualdades sociais principalmente no que diz respeito a

crianças e jovens.

Palácio de São Bento, 4 de dezembro de 2019.

O Deputado do CH, André Ventura.

———

VOTO N.º 97/XIV/1.ª

DE CONDENAÇÃO E PREOCUPAÇÃO COM O PRESTÍGIO DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS,

PELO APROVEITAMENTO POLÍTICO QUE FOI FEITO EM TORNO DA PRESENÇA DE GRETA

THUNBERG EM PORTUGAL

A preservação do ambiente e o combate às alterações climáticas constituem desígnios que devem unir as

nações, numa aposta em economias menos dependentes do petróleo, mediante a substituição dos

combustíveis fósseis por formas de energia ambientalmente sustentáveis.

A relevância dessas matérias deveria, por isso mesmo, inibir aproveitamentos políticos que facilmente

resvalam para a demagogia.

Infelizmente, a passagem de Greta Thunberg pelo nosso País tem potenciado tais atitudes. Desde logo

pela inusitada carta que o Ministro do Ambiente dirigiu à referida ativista, comprometendo a dignidade do

Executivo.

Igualmente paradoxal foi o convite para que a ativista falasse no Parlamento, uma iniciativa discutível e

sem ter sequer assegurada a devida aceitação.

A rejeição de Greta Thunberg ao «convite» que lhe fora dirigido – situação que desprestigia a Assembleia

da República – teve como resposta, a decisão do Presidente da Comissão de Ambiente de, nessa qualidade,

se deslocar a uma doca de Lisboa para aí, humildemente, saudar quem antes menosprezou o Parlamento.

A luta por um planeta sustentável e por uma real ecologia de salvação não se faz com greves às aulas nem

com gigantescas empresas multinacionais e lobby’s corporativos, a impulsionar este tipo de espetáculos.

O Chega lutará sempre pela prossecução de uma política de sustentabilidade ecológica que não se

coloque contra as empresas e contra postos de trabalho, ou que advogue aumento de impostos, mas que

promova amplos consensos em torno da salvação do planeta, sem com isso recorrer a manifestações

folclóricas deslocadas.

O Chega não pactuará nunca com a instrumentalização do Estado, ao serviço de agendas políticas ocultas

ou da obtenção de meros dividendos partidários.

Assim, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, manifesta preocupação e condena o

aproveitamento que foi feito por altos responsáveis políticos do Governo e do próprio Parlamento, em torno da

presença de Greta Thunberg em Lisboa, e pelo consequente desprestígio que o mesmo é suscetível de

acarretar para as instituições democráticas do Estado português.

Palácio de São Bento, 6 de dezembro de 2019.

O Deputado do CH, André Ventura.

———

Páginas Relacionadas
Página 0015:
14 DE DEZEMBRO DE 2019 15 As Deputadas e o Deputado do PAN: André Silva — Bebiana C
Pág.Página 15
Página 0016:
II SÉRIE-B — NÚMERO 10 16 Entre-Douro e Vouga e do Vale do Lima.
Pág.Página 16