O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

17 DE JANEIRO DE 2020

3

terminado nos 10 primeiros lugares por quatro vezes, tendo sido vice-campeão em 2015.

Assim, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, apresenta as suas mais sentidas

condolências aos familiares e amigos de Paulo Gonçalves, reconhecendo ainda a importância que teve na

divulgação do nome de Portugal no estrangeiro.

Palácio de São Bento, 13 de janeiro de 2020.

O Deputado do CH, André Ventura.

———

VOTO N.º 160/XIV/1.ª

DE PESAR PELO FALECIMENTO DE PAULO GONÇALVES

Faleceu no passado dia 12 de janeiro o piloto português de motociclos Paulo Gonçalves, vítima de acidente

na 42.ª edição do Rali Dakar de todo-o-terreno, na Arábia Saudita.

Paulo Gonçalves, nascido a 5 de fevereiro de 1979, era natural de Esposende e desde cedo revelou

interesse e aptidão para o desporto motorizado, tendo-se tornado piloto profissional aos 17 anos.

Com uma expressiva carreira desportiva, e após obter títulos nacionais no motocrosse e no supercrosse,

Paulo Gonçalves sagrou-se campeão mundial de ralis de todo-o-terreno em 2013 e alcançou o segundo lugar

no Dakar 2015, pertencendo ao lote restrito de pilotos que competiram nos três continentes (África, América do

Sul e Ásia).

Internacionalmente reconhecido pela sua camaradagem, sempre pronto a ajudar os colegas em

dificuldades, Paulo Gonçalves foi distinguido com vários prémios fair-play, de que se destaca o Prémio Ética

no Desporto que lhe foi atribuído, em 2016, pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude.

Com a sua morte o desporto nacional fica mais pobre, mas o seu legado, enquanto atleta e ser humano,

perdurará como referência nos anais do motociclismo português.

A Assembleia da República, reunida em sessão plenária, expressa o seu pesar pelo falecimento de Paulo

Gonçalves, endereçando aos familiares, amigos, colegas e colaboradores, bem como à Federação de

Motociclismo de Portugal, as suas mais sinceras condolências.

Palácio de São Bento, 14 de janeiro de 2020.

O Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

Outros subscritores: Francisco Rocha (PS) — Palmira Maciel (PS) — Santinho Pacheco (PS) — Elza Pais

(PS) — Ricardo Leão (PS) — Jorge Paulo Oliveira (PSD) — Cláudia André (PSD) — Carla Madureira (PSD) —

Cristina Sousa (PS) — Joana Bento (PS) — Ana Maria Silva (PS) — Anabela Rodrigues (PS).

———

VOTO N.º 161/XIV/1.ª

DE REPÚDIO PELAS AGRESSÕES A UMA JUÍZA DO TRIBUNAL DE FAMÍLIA E MENORES, DE

MATOSINHOS

No passado dia 15 de janeiro, durante uma sessão referente a um processo de regulação de

responsabilidades parentais, uma juíza foi agredida a murro, tendo ainda a agressora tentado agarrar num

Páginas Relacionadas
Página 0002:
II SÉRIE-B — NÚMERO 15 2 VOTO N.º 158/XIV/1.ª DE REPÚDIO PELA
Pág.Página 2