O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

II SÉRIE-B — NÚMERO 7

6

Com a marca de 1h 26m 06s, numa corrida paralela aos mundiais de estrada, Rosa Mota superou em mais

de seis minutos a suíça Emmi Luthi, que em 2009 tinha alcançado a marca de 1h 32m 56s, dignificando, mais

uma vez, o desporto com a sua capacidade de superação, esforço e dedicação.

Apresentando qualidades desportivas únicas, Rosa Mota exibe um currículo desportivo de excelência, tendo

participado, entre 1982 e 1992, em 21 maratonas onde se sagrou vencedora em 14, destacando-se o título de

Campeã da Europa (1986), de Campeã Mundial em Roma (1987), bem como a medalha de ouro nos Jogos

Olímpicos de Seul (1988), o que a conduziu, quase vinte anos após terminar a sua carreira (2012), à conquista

do título de Melhor Mulher Maratonista Mundial de Todos os Tempos, pela Associação Internacional de

Maratonas e Provas de Estrada (AIMS).

Após uma carreira ao nível da excelência, Rosa Mota manteve índices de prática e atividade física que a

conduziram em 2018 a ganhar a Mini-Maratona de Macau ou, já em 2023, à conquista do Campeonato Europeu

de Veteranos de Corta-Mato no escalão de atletas entre os 65 e os 69 anos de idade, demonstrando não só

uma capacidade invulgar de manutenção de objetivos elevados de autossuperação e de resistência, mas

alertando-nos, ainda, para a possibilidade e a importância da prática desportiva ao longo da vida.

Assim, a Assembleia da República saúda Rosa Mota, atleta de excelência cujo nome há muito se encontra

inscrito na história do desporto nacional, não só pelas suas brilhantes conquistas desportivas ou aquelas que

muito contribuíram para a promoção de uma maior participação das mulheres na prática desportiva, mas também

pela sua capacidade invulgar de superação que, em Riga, a conduziu a bater o recorde mundial da meia-

maratona para atletas entre os 65 e os 69 anos de idade e que nos convoca para a importância da promoção

da atividade física ao longo da vida, contribuindo, desta forma, para o bem-estar físico e emocional e para a

criação de sociedades mais ativas e sustentáveis.

Palácio de São Bento, 16 de outubro de 2023.

Os Deputados e as Deputadas do PS: Luís Graça — Miguel Matos — Rosário Gambôa — Francisco Dinis

— Carla Sousa — António Pedro Faria — Catarina Lobo — Clarisse Campos — Hugo Carvalho — Maria João

Castro — Pompeu Martins — Sara Velez — Rui Lage — Berta Nunes — Hugo Oliveira — João Azevedo Castro

— Carlos Pereira — Sofia Andrade — Miguel dos Santos Rodrigues — Sérgio Monte — Eduardo Alves — Maria

Begonha — Jorge Gabriel Martins — Mara Lagriminha Coelho — Isabel Guerreiro — Anabela Real — Joaquim

Barreto — Paula Reis — Ricardo Lima — João Miguel Nicolau — Fátima Correia Pinto — Agostinho Santa —

Cristina Sousa — Norberto Patinho — José Pedro Ferreira — Ricardo Pinheiro — Dora Brandão — Pedro

Anastácio — Rita Borges Madeira — Cristina Mendes da Silva — Fernando José — Francisco Pereira de Oliveira

— Eduardo Oliveira — Diogo Cunha — Gilberto Anjos — Lúcia Araújo da Silva — Tiago Estevão Martins —

Maria da Luz Rosinha — Tiago Brandão Rodrigues — Eurídice Pereira — Susana Barroso — António Sales —

Jorge Botelho — Irene Costa — Bárbara Dias — José Rui Cruz — Ana Isabel Santos — Miguel Iglésias — Vera

Braz — João Azevedo — Edite Estrela — Jamila Madeira — Ana Bernardo — Pedro Coimbra — Anabela

Rodrigues — Palmira Maciel — António Monteirinho — João Paulo Rebelo — Ivan Gonçalves — Pedro do

Carmo — José Carlos Barbosa — Romualda Nunes Fernandes — Alexandre Quintanilha.

———

PROJETO DE VOTO N.º 479/XV/2.ª

DE SAUDAÇÃO PELA PRESTAÇÃO DA SELEÇÃO PORTUGUESA DE RÂGUEBI NO CAMPEONATO

DO MUNDO

Em novembro de 2022, a Seleção Nacional de Râguebi conquistou, pela segunda vez na História, o

apuramento para um campeonato do mundo de râguebi, tendo rumado a França, durante os meses de outubro

e setembro de 2023, para escrever mais uma página brilhante da história do desporto nacional.

Páginas Relacionadas
Página 0003:
21 DE OUTUBRO DE 2023 3 Nota: Aprovado por unanimidade, tendo-se registado a ausênc
Pág.Página 3
Página 0004:
II SÉRIE-B — NÚMERO 7 4 economia e no mundo do trabalho. Nasci
Pág.Página 4