O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

I SÉRIE — NÚMERO 18

8

O Sr. João Galamba (PS): — A Sr.ª Deputada Cecília Meireles veio aqui dizer que as cativações custaram

muito sofrimento aos portugueses ou degradaram a vida dos portugueses. Ó Sr.ª Deputada, desafio-a a

encontrar, na área da saúde, alguma redução de despesa face à despesa que os senhores fizeram quando

estavam no Governo. É que as cativações correlacionam negativamente com a despesa nessas áreas,…

A Sr.ª Ângela Guerra (PSD): — Isso só pode ser uma brincadeira!

O Sr. João Galamba (PS): — … houve reforço de serviços em todas as áreas.

A Sr.ª Deputada já percebeu que não pode atacar o Orçamento nem a execução na saúde por causa de

cortes que não existem, mas não invente novos cortes, chamando-lhes cativações, porque não são, Sr.ª

Deputada.

Compreendo que o CDS esteja muito agastado com o facto de, mesmo com cativações, muitas vezes, em

algumas áreas, até mais fortes do que as deste Governo, nunca terem cumprido nenhuma meta orçamental.

Compreendo que isso deixe o CDS um pouco indisposto, mas não inventem e, sobretudo, não atribuam a

cativações cortes nos serviços de saúde prestados aos cidadãos, porque isso, pura e simplesmente, não existiu.

Aplausos do PS.

A Sr.ª Ângela Guerra (PSD): — Vá dizer isso às pessoas!

O Sr. Presidente: — Tem a palavra o Sr. Secretário de Estado do Orçamento para intervir em nome do

Governo.

O Sr. Secretário de Estado do Orçamento (João Leão): — Sr. Presidente, Sr.as Deputadas e Srs.

Deputados, o que a direita nos propõe hoje, aqui, sobre a matéria das cativações, é um exercício de hipocrisia.

Vem propor o que nunca implementou quando esteve no Governo. Quer exceções gerais de cativações em

Ministérios, que nunca teve coragem de aplicar quando esteve no Governo.

O Sr. João Paulo Correia (PS): — Bem lembrado!

O Sr. Secretário de Estado do Orçamento: — Só que a direita não se limitava a cativar, cortava

drasticamente nos orçamentos: mais de 1000 milhões de euros de cortes no Ministério da Educação, mais de

400 milhões de euros de cortes no Ministério da Saúde.

O Sr. João Paulo Correia (PS): — É verdade!

O Sr. Secretário de Estado do Orçamento: — Não era só cativar, eram logo, à partida, cortes nos

orçamentos.

O que a direita vem aqui propor é, pois, um exercício de hipocrisia, porque está frustrada com o sucesso da

atual maioria. Pretendem apenas que o Governo e a maioria falhem para poderem voltar ao poder e, por isso,

propõem aquilo em que não acreditam e aquilo que nunca fizeram.

Aplausos do PS.

O Sr. Presidente: — Por parte do Bloco de Esquerda, tem a palavra o Sr. Deputado Moisés Ferreira.

O Sr. Moisés Ferreira (BE): — Sr. Presidente, Sr.as e Srs. Deputados, o Bloco de Esquerda aprovou ontem

uma alteração ao Orçamento que garante maior transparência nas cativações, mas garante, ainda, o fim das

cativações na saúde,…

Vozes do PSD e do CDS-PP: — Ah!

Páginas Relacionadas