O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

31 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015

b) O resultado dos estudos realizados pela entidade gestora, nomeadamente sobre a natureza das obras reproduzidas e os hábitos de cópia da população portuguesa; c) A utilização, pelos titulares dos direitos, de medidas eficazes de carácter tecnológico, designadamente, de mecanismos digitais de proteção; d) O acesso da população portuguesa a reproduções contratualmente autorizadas pelos titulares dos direitos.

4- A entidade gestora deve organizar-se e agir de modo a integrar como membros os organismos que venham a constituir-se e que requeiram a sua integração, sempre que se mostre que estes são representativos dos interesses e direitos que se visa proteger, em ordem a garantir os princípios da igualdade, representatividade, liberdade, pluralismo e participação.
5- (Anterior n.º 4).
6- Os custos de funcionamento da entidade gestora não devem exceder 20% do conjunto das receitas globais obtidas com a cobrança das compensações equitativas.
7- A entidade gestora deve publicitar, anualmente, no respetivo sítio na Internet, os montantes da compensação equitativa distribuídos a cada um dos associados, com a respetiva identificação, bem como os estudos referidos na alínea b) do nº 3.
8- Os associados da entidade gestora devem publicitar, anualmente, no respetivo sítio na Internet, os montantes totais distribuídos aos beneficiários da compensação equitativa, bem como os critérios aplicados à distribuição.
9- A entidade gestora pode celebrar acordos com entidades públicas e privadas que utilizem equipamentos para fixação e reprodução de obras e prestações, com ou sem fins lucrativos, em ordem a garantir os legítimos direitos de autor e conexos consignados no respetivo Código. 10- O conselho fiscal da entidade gestora é assegurado por um revisor oficial de contas (ROC). 11- A entidade gestora publica anualmente o relatório e contas do exercício no seu sítio na Internet.
12- A entidade gestora deve adaptar-se às disposições legais que enquadram a atividade das entidades de gestão coletiva e que se adaptem à sua natureza, em tudo o que não esteja regulado na presente lei. Artigo 7.º [...]

1- A entidade gestora deve afetar 20% do valor total das compensações equitativas percebidas para ações de incentivo à atividade cultural e à investigação e divulgação dos direitos de autor e direitos conexos.
2- A entidade gestora deve, deduzidos os custos do seu funcionamento, repartir o remanescente das quantias recebidas nos termos dos artigos anteriores do seguinte modo:

a) No caso do disposto no n.º 2 do artigo 3.º: 50% para os organismos representativos dos autores e 50% para os organismos representativos dos editores; b) No caso do disposto no n.º 4 do artigo 3.º:

i) Na parcela de compensação equitativa que corresponde à proporção da utilização típica do suporte para a reprodução de obras áudio e audiovisuais: 40% para os organismos representativos dos autores, 30% para os organismos representativos dos artistas, intérpretes ou executantes e 30% para os organismos representativos dos produtores de fonogramas ou de videogramas; ii) Na parcela de compensação equitativa que corresponde à proporção da utilização típica do suporte para a reprodução de obras escritas, livros, incluindo livros outras publicações periódicas e não periódicas: 50% para os organismos representativos dos autores e 50% para os organismos representativos dos editores.

Artigo 8.º [...]

1- »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»...

Páginas Relacionadas
Página 0005:
5 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 DECRETO N.º 319/XII REGULA AS ENTIDADES D
Pág.Página 5
Página 0006:
6 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 Artigo 3.º Objeto das entidades de gestão
Pág.Página 6
Página 0007:
7 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 k) Os princípios e as regras do sistema d
Pág.Página 7
Página 0008:
8 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 e) Não discriminação, equidade, razoabili
Pág.Página 8
Página 0009:
9 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 Artigo 12.º Indeferimento e revogação
Pág.Página 9
Página 0010:
10 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 Artigo 16.º Direito da concorrência <
Pág.Página 10
Página 0011:
11 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 b) Os interesses ou direitos de um seu a
Pág.Página 11
Página 0012:
12 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 c) Quaisquer montantes recebidos da enti
Pág.Página 12
Página 0013:
13 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 CAPÍTULO III Relações com titulares de d
Pág.Página 13
Página 0014:
14 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 2 - As entidades de gestão coletiva publ
Pág.Página 14
Página 0015:
15 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 4 - As entidades de gestão coletiva esta
Pág.Página 15
Página 0016:
16 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 2 - O contrato de gestão e representação
Pág.Página 16
Página 0017:
17 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 3 - Às receitas de direitos cobradas em
Pág.Página 17
Página 0018:
18 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 cada uma das entidades de gestão coletiv
Pág.Página 18
Página 0019:
19 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 profissionais que, no exercício da sua a
Pág.Página 19
Página 0020:
20 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 10 - Iniciada a negociação e até ao seu
Pág.Página 20
Página 0021:
21 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 receção da proposta e o termo do prazo d
Pág.Página 21
Página 0022:
22 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 não estiver regulado na presente lei.
Pág.Página 22
Página 0023:
23 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 d) Os tarifários determinados na sequênc
Pág.Página 23
Página 0024:
24 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 2 - Para o normal desempenho dos poderes
Pág.Página 24
Página 0025:
25 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 autorização, registo ou comunicação das
Pág.Página 25
Página 0026:
26 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 relatório anual sobre a transparência.
Pág.Página 26
Página 0027:
27 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 Artigo 59.º Cooperação administrativa
Pág.Página 27
Página 0028:
28 | II Série A - Número: 089 | 5 de Março de 2015 Artigo 62.º Norma revogatória É re
Pág.Página 28