O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

27 DE MAIO DE 2021

9

• Portaria n.º 395/2015, de 4 de novembro, que aprovou os requisitos e normas técnicas aplicáveis à

documentação a apresentar pelo proponente nas diferentes fases da AIA e o modelo da Declaração de impacte

ambiental (DIA);

• Portarias n.º 398/2015 e n.º 399/2015, de 5 de novembro, que estabelecem os elementos que devem

instruir os procedimentos ambientais previstos no regime de Licenciamento Único de Ambiente, para a atividade

pecuária e para as atividades industriais ou similares a industriais (operações de gestão de resíduos e centrais

termoelétricas, exceto centrais solares), respetivamente.

No que diz respeito ao estado do ambiente, a Lei n.º 19/2014, de 14 de abril, impõe ao governo a obrigação

de apresentar à Assembleia da República, um relatório anual sobre o estado do ambiente em Portugal, referente

ao ano anterior, bem como um livro branco também sobre o estado do ambiente, de cinco em cinco anos (artigo

23.º). Com efeito, a Agência Portuguesa do Ambiente9 (APA) disponibiliza no seu site o Relatório do Estado do

Ambiente10 referente a 2019, elaborado anualmente nos termos do disposto na Lei de Bases do Ambiente. O

relatório contempla temas ambientais diversos contendo a informação atualizada sobre o ponto de situação

nacional relativo à avaliação de impacte ambiental11.

II. Enquadramento parlamentar

• Iniciativas pendentes (iniciativas legislativas e petições)

Consultada a base de dados Atividade Parlamentar (AP), foi identificada a seguinte iniciativa conexa com o

projeto de lei ora em análise:

– Projeto de Lei n.º 709/XIV/2 (PAN) – Altera o regime de Avaliação de Impacto Ambiental aplicável à

plantação de espécies não autóctones em regime hídrico intensivo e cria um regime de autorização prévia

aplicável a novas plantações, procedendo para o efeito à alteração do Decreto-Lei n.º 151-B/2013, de 31 de

outubro, e do Decreto-Lei n.º 73/2009, de 31 de março.

A pesquisa não devolveu qualquer petição sobre matéria conexa.

• Antecedentes parlamentares (iniciativas legislativas e petições)

Foram identificadas dua iniciativas da anterior legislatura, que estiveram na origem da terceira alteração ao

regime jurídico de avaliação de impacte ambiental (Lei n.º 37/2017, de 2 de junho – Torna obrigatória a avaliação

de impacte ambiental nas operações de prospeção, pesquisa e extração de hidrocarbonetos, procedendo à

terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 151-B/2013, de 31 de outubro, que estabelece o regime jurídico da

avaliação de impacte ambiental dos projetos públicos e privados suscetíveis de produzirem efeitos significativos

no ambiente):

– Projeto de Lei n.º 334/XIII/2.ª (BE) – Obriga à avaliação de impacto ambiental as operações de prospeção

de extração de petróleo e gás natural;

– Projeto de Lei n.º 338/XIII/2.ª (PEV) – De modo a tornar obrigatória a avaliação de impacte ambiental para

as fases de prospeção e pesquisa de hidrocarbonetos, promove a terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 151-

B/2013, de 31 de outubro, que estabelece o novo regime jurídico de avaliação de impacte ambiental dos projetos

públicos e privados suscetíveis de produzirem efeitos significativos no ambiente.

9 https://www.apambiente.pt/index.php. 10 https://rea.apambiente.pt/content/ultimaedicao. 11 https://rea.apambiente.pt/content/avalia%C3%A7%C3%A3o-de-impacte-ambiental.

Páginas Relacionadas
Página 0003:
27 DE MAIO DE 2021 3 PROJETO DE LEI N.º 801/XIV/2.ª (PROCEDE À
Pág.Página 3
Página 0004:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 4 defender. 2 – Para assegurar o dire
Pág.Página 4
Página 0005:
27 DE MAIO DE 2021 5 PARTE III – Conclusões 1 – O PAN
Pág.Página 5
Página 0006:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 6 I. Análise da iniciativa • A iniciat
Pág.Página 6
Página 0007:
27 DE MAIO DE 2021 7 da integração, da cooperação internacional, do c
Pág.Página 7
Página 0008:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 8 • Impactes do projeto, designadamente os ma
Pág.Página 8
Página 0010:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 10 III. Apreciação dos requisitos formais
Pág.Página 10
Página 0011:
27 DE MAIO DE 2021 11 1 do artigo 2.º da citada lei formulário, segun
Pág.Página 11
Página 0012:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 12 objetivo garantir um elevado nível de prot
Pág.Página 12
Página 0013:
27 DE MAIO DE 2021 13 localização, natureza ou operação ou a implemen
Pág.Página 13
Página 0014:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 14 Segurança Nuclear) divulga várias informaç
Pág.Página 14
Página 0015:
27 DE MAIO DE 2021 15 sancionatório (artigos 58. a 64.); – A d
Pág.Página 15
Página 0016:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 16 3.º O princípio do poluidor-pagador, segun
Pág.Página 16
Página 0017:
27 DE MAIO DE 2021 17 consolidado); 3.º As terras, o solo, a á
Pág.Página 17
Página 0018:
II SÉRIE-A — NÚMERO 142 18 VI. Avaliação prévia de impacto • A
Pág.Página 18
Página 0019:
27 DE MAIO DE 2021 19 amplas para o bem-estar saudável e um futuro su
Pág.Página 19