O texto apresentado é obtido de forma automática, não levando em conta elementos gráficos e podendo conter erros. Se encontrar algum erro, por favor informe os serviços através da página de contactos.
Não foi possivel carregar a página pretendida. Reportar Erro

27 DE NOVEMBRO DE 2018

13

Pedia aos Srs. Deputados que me acompanhassem.

Tenham a coragem de se dirigir a um qualquer reformado português, à maioria esmagadora dos reformados

portugueses, e de lhe perguntar se é verdade ou é mentira que teve já um aumento de 20 € na sua pensão, a

que acrescerão 10 € no início de janeiro!

Aplausos do PS.

É mentira que as pensões da maioria dos reformados portugueses aumentarão 30 €, depois de anos de

congelamento?!

O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — Quem é que as congelou?!

O Sr. Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares: — Quem trabalhou uma vida inteira…

Protestos do CDS-PP.

O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — Quem é que as congelou?!

O Sr. Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares: — É verdade ou é mentira que as reformas, em

Portugal, aumentarão 30 €?!

Aplausos do PS.

É verdade ou é mentira, ou é engodo, que o abono de família, por exemplo, no 1.º escalão, entre os 12 e os

36 meses, passou de 36 € para 150 €?! É verdade ou é mentira?!

Aplausos do PS.

É verdade ou é mentira que a sobretaxa acabou já em 2017?!

Protestos de Deputados do PSD e do CDS-PP.

É verdade ou é mentira, Srs. Deputados…

O Sr. João Pinho de Almeida (CDS-PP): — Essa é mentira! Acabou em 2018!

O Sr. Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares: — Ainda bem, estão a dizer que foi em 2018…

O Sr. Presidente: — Peço ao Sr. Secretário de Estado para não entrar em diálogo com os Srs. Deputados

individualmente.

O Sr. Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares: — Sr. Presidente, estou a fazer a minha

intervenção, não estou em diálogo.

O Sr. Presidente: — Faça favor de continuar, Sr. Secretário de Estado.

O Sr. Telmo Correia (CDS-PP): — O Sr. Secretário de Estado está a fazer perguntas e nós respondemos!

O Sr. Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares: — São perguntas retóricas, vou tentar fazê-las

de outra maneira.